Atores da série Todo Mundo Odeia o Chris discutem sobre racismo

Minha Série
Imagem de: Atores da série Todo Mundo Odeia o Chris discutem sobre racismo

Dois atores do elenco da série de comédia Todo Mundo Odeia o Chris (Everybody Hates Chris), baseada na infância do criador Chris Rock, discutiram no Twitter sobre racismo. Terry Crews e Tyler James Williams, que interpretaram respectivamente pai e filho na produção, divergiram sobre o rumo dos protestos que vem acontecendo nos Estados Unidos.

Terry Crews, o famoso Julius na série, publicou sua opinião sobre a luta racial nos últimos dias, que continua em evidência após a morte de George Floyd. “Derrotar a supremacia branca sem pessoas brancas cria a supremacia negra. Igualdade é a verdade. Goste ou não, nós estamos todos nisso juntos”, escreveu o ator pela rede social.

(Reprodução) The CW/Reprodução

No entanto, por discordar de sua posição, Tyler James Williams rebateu o colega de maneira delicada. “Terry, meu irmão, eu conheço o seu coração, tenho amor por você e sempre terei. Ninguém está pedindo por ‘supremacia negra’ e a narrativa de que estaríamos machuca nossa causa e nosso povo”.

Terry, brother, I know your heart and you know I have love for you and always will.

No one is calling 4 black supremacy & the narrative that we are hurts our cause & our people. We’re just vigorously vetting our “allies” because time & time again they have failed us in the past https://t.co/d5BDTTATd9

— Tyler James Williams (@TylerJamesWill) June 8, 2020

Ainda em suas colocações, o intérprete do protagonista Chris argumentou com relação ao protagonismo negro nessa história, afirmando que pessoas brancas, mesmo sorrindo ao dizer que não são racistas, continuam contribuindo para a manutenção de privilégios em um sistema que, em si, é bastante racista. 

Tyler ainda ressaltou que algumas más interpretações sobre esse tópico estão sendo generalizadas. “Não estamos tentando fazer isso sozinhos. Nós sabemos que não conseguimos. Mas nos recusamos a ter aliados que não vão longe”, completou ele.

Ao ler um pouco mais sobre o posicionamento de Williams, Crews respondeu explicando um pouco melhor o seu ponto de vista. “Não estou dizendo que a supremacia negra exista, porque não existe. Estou dizendo que se ambos, negros e brancos, não continuarem a trabalhar juntos, más atitudes e ressentimentos podem criar uma perigosa justiça própria”, ponderou.

I understand, Tyler. I was not saying Black supremacy exists, because it doesn't. I am saying if both Black and Whites don't continue to work together-- bad attitudes and resentments can create a dangerous self-righteousness. That's all. https://t.co/YLWGnpj8fl

— terry crews (@terrycrews) June 8, 2020

Os dois, ainda se elogiando, completaram a pequena discussão falando sobre a responsabilidade na transmissão de ideias, já que elas podem ser interpretadas de forma errônea, muitas vezes, por pessoas que tentam deslegitimar o movimento. 

Todo Mundo Odeia o Chris, lançada em 2005, tem todas as suas quatro temporadas disponíveis no Globoplay.

Texto escrito por Matheus Rocha da Silva via Nexperts.

Fontes

Atores da série Todo Mundo Odeia o Chris discutem sobre racismo