Depois de adquirir a Nokia, a Microsoft parece não ter conseguido levar a tradicional fabricante de celulares e smartphones à lucratividade desejada. De acordo com um relatório enviado ao governo norte-americano sobre a saúde financeira da empresa, a Microsoft disse que seu negócio de smartphones está perdendo dinheiro.

As receitas do primeiro trimestre deste ano, que acabou em 31 de março, foram de US$ 1,4 bilhão, mas os gastos desse setor da companhia superaram em US$ 4 milhões esse valor. A perda não é exatamente um rombo nas contas da Microsoft, mas já é o suficiente para deixar o setor de smartphones da companhia sob alerta.

Existe a possibilidade de divisões desse setor serem cortadas para diminuir os gastos e deixar o negócio mais eficiente, mas não há uma confirmação exata sobre isso. O relatório diz ainda que a compra da Nokia pode não ter sido um negócio tão bom quanto se imaginava no passado, e que as previsões da Microsoft para essa transação podem não se realizar.

Foco em aparelhos baratos

Os principais motivos para o setor de smartphones da Microsoft não estar indo bem pode ser o foco em aparelhos de entrada. A marca não tem lançado aparelhos mais caros ultimamente, e os baratos não geram muito retorno. Mesmo com as vendas de aparelhos com Windows Phone tendo aumentado 18% no último ano, as contas acabaram não fechando positivamente.

Com esse resultado ruim, a antiga Nokia que foi absorvida pela Microsoft está correndo ricos, mas não se sabe o que exatamente pode ser feito além de corte de pessoal ou reposicionamento de mercado. Fora isso, Satya Nadella, atual CEO da Microsoft, foi contra a compra da Nokia quando Steve Ballmer comandava a companhia. Eventualmente, ele concordou com o negócio. Isso pode não significar nada, mas pode indicar que ele não tão é favorável a manter essa divisão da empresa da forma que está.

Cupons de desconto TecMundo: