Na última terça-feira, 24 de março, a Microsoft realizou um evento em Curitiba para inaugurar seu novo Centro de Inovação (MIC) junto à Signum Game Studio e à Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

Na ocasião, representantes dos três grupos estavam presentes para comentar sobre a longa caminhada na construção deste ambiente de desenvolvimento e sobre os futuros projetos que ali serão desenvolvidos.

A cerimônia de apresentação foi iniciada por um discurso de Rafaela Costa, CEO da Signum, que aproveitou de forma descontraída uma citação de Rumpelstiltskin, personagem da série Once Upon a Time, de que “Mágica vem com um preço”, comentando sobre sua longa jornada no processo de desenvolvimento de jogos e da parceria no MIC.

Em seguida, foi a vez de Richard Chaves, diretor de inovação e novas tecnologias da Microsoft, subir ao palco para comentar sobre a participação da Microsoft no processo e os objetivos das novas instalações. Ele comentou que a ideia não é apenas trabalhar com tecnologia, mas também mudar a vida das pessoas, como já é feito nos outros 12 MICs espalhados pelo país.

No evento, ainda tivemos um breve discurso do excelentíssimo Gustavo Fruet, prefeito da cidade de Curitiba, que agradeceu o empenho dos envolvidos e frisou que o entorno da PUC-PR, no Prado Velho, deve ter sua infraestrutura melhorada muito em breve, algo que deve propiciar o desenvolvimento da região e o surgimento de muitos projetos de sucesso.

A cerimônia foi finalizada com a fala do magnânimo reitor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Waldemiro Gremski, que falou do compromisso da instituição com a parte de inovação, algo que já vem sendo promovido há alguns anos. Ele afirmou que a instituição pretende instigar a evolução e encontrar novos talentos para a comunidade.

Foco em jogos, mobile e nuvem

Aproveitando a ocasião, nós batemos um papo com o diretor de inovação e novas tecnologias da Microsoft, Richard Chaves, e tiramos todas as dúvidas para quem tem interesse em estudar no novo Centro de Inovação da Microsoft.

Nosso bate-papo começou abordando a questão dos profissionais que vão lecionar no MIC. Quanto a esse quesito, Chaves nos esclareceu que os responsáveis por repassar os conhecimentos serão treinados pelo pessoal da Microsoft em São Paulo.

A capacitação será sempre com as últimas tecnologias da gigante dos softwares, o que inviabiliza a emissão de diplomas (para os professores), porém o nível de informação dos envolvidos será o mais avançado, garantindo que os alunos possam sanar todas as dúvidas e trabalhar com o que há de mais recente.

É importante comentar que, apesar de sugestivo, a instituição não é destinada somente aos estudantes da PUC-PR. Mais de uma vez foi esclarecido que alunos de outras instituições e até mesmo pessoas que não estejam cursando o ensino superior podem concorrer a uma vaga dos tantos cursos gratuitos que ali serão ofertados (além dos eventos abertos ao público).

Sobre os aplicativos e jogos que serão desenvolvidos no novo MIC, Richard Chaves esclareceu que a ideia, tanto no desenvolvimento quanto na destinação, não é focar apenas nas plataformas da Microsoft, mas pensar no mercado amplo de consumidores.

A empresa vai oferecer suas ferramentas para a criação de softwares (como o Microsoft Visual Studio), mas ela vai dar liberdade e possibilitar que as pessoas usem outras linguagens e programas caso seja do interesse do aluno. Da mesma forma, o resultado dos projetos poderá ser levado para Windows, Android e iOS.

Para garantir a interoperabilidade dos softwares desenvolvidos, a Microsoft vai dedicar todo seu conhecimento e suporte com a plataforma Azure, solução de computação em nuvem que será dedicada para casos específicos.

Aproveitando essa informação dos sistemas operacionais, questionamos quanto à versão do Windows que será utilizada num primeiro momento. De acordo com Chaves, o foco é sempre na tecnologia mais recente, portanto o Windows 10 (e suas respectivas tecnologias, como o DirectX 12) já será o molde para o desenvolvimento.

“Os projetos desenvolvidos neste MIC serão focados no Windows 10, o que dará versatilidade aos Universal Apps, já que um mesmo programa poderá rodar em celulares, computadores e no Xbox”, comentou o diretor de inovação e novas tecnologias da Microsoft sobre a facilidade do novo sistema da companhia.

É importante frisar que além do suporte em software, o MIC entrará com toda a parte de hardware, fruto do investimento da Signum e da PUC-PR, o que envolve tanto PCs quanto celulares. Obviamente, o local conta com os consoles mais recentes, que poderão ser usados para recreação e diversão dos alunos e professores.

As máquinas em questão contam com tecnologia de ponta, garantindo desempenho tanto para a programação quanto para o design — que também será foco de estudo, já que os jogos e apps precisam de avanços nessa área.

O novo Centro de Inovação da Microsoft fica localizado à Rua Iapo, 1225, na cidade de Curitiba (PR). Agradecemos a companhia pela prestação de informações e o convite para a cobertura deste evento.

Cupons de desconto TecMundo: