Interface do Windows 1.0

Fonte: Wikipedia

Talvez você não saiba, mas antes de ser batizado como Windows, o fundador da Micrsoft, Bill Gates, quase nomeou o sistema como Interface Manager (Gerenciador de Interface). O nome Windows (Janelas) veio por sugestão de Rowland Hansons, que na época era o guru de marketing da Microsoft.

O convite para o anúncio da primeira versão do Windows, a 1.0, era enviado para a imprensa em uma caixa com um rodo de limpeza, desses usados para limpar vidraças. A mensagem que acompanhava a embalagem, dizia: "Para ter uma visão clara dos lançamentos softwares para microcomputadores, junte-se à Microsoft e mais 18 fabricantes de microcomputadores para uma conferência de imprensa...".

Na época, o Windows demorou dois anos para ser oficialmente lançado, e muitos se referiram ao sistema como apenas um vaporware. O lançamento do Windows 1.0 aconteceu em novembro de 1985. Na verdade, o lançamento ainda não era de um sistema operacional completo. Ele apenas fornecia uma nova interface de uso para o MS-DOS.

Na época alguns usuários não sabiam o que fazer com o sistema. É o caso de Marsha Collier que, de acordo com um artigo da Redmond Magazine, ao executar o Windows 1.0 pela primeira vez, acabou deixando-o de lado, se perguntando “Por que é que eu vou querer executar mais de um programa ao mesmo tempo?”

Nesses 25 anos a indústria da computação mudou completamente. Hoje o Windows é um sistema operacional sólido e conquista a maior fatia do mercado de sistemas operacionais.

A última versão do sistema operacional da Microsoft é o Windows 7, uma série com versões para desktop, servidores, netbooks e até tablet PCs. O sistema foi lançado em julho de 2009 e, diferentemente do 1.0, foi muito bem recebido pelo público. Em apenas três semanas o sistema já estava sendo executado por 4% dos computadores que acessavam a internet.