Alex Kipman, o cabeça do projeto de um Windows que trabalhe em dispositivos de vestir (Fonte da imagem: Reprodução/Techli)

No mês de novembro deste ano, o chefe da divisão de dispositivos da Microsoft, Julie Larson-Green, realizou uma palestra e falou um pouco sobre os planos futuros da companhia em que trabalha. Em primeiro lugar, ele deixou claro que os sistemas da empresa devem ser unificandos em somente um SO, algo que muitos boatos já haviam apontado.

Em seguida, o executivo também explicou que a situação atual da Microsoft está pendendo para a tecnologia “vestível” — que nada mais é do que diferentes tipos de gadgets que podem ser vestidos, como óculos inteligentes e smartwatches. Agora, a própria empresa afirma que está trabalhando para que esses dispositivos se tornem uma realidade.

De acordo com informações de diferentes fontes internacionais, o gerente geral de projetos para o Xbox (e que foi um dos responsáveis pelo Kinect), o curitibano Alex Kipman, está encabeçando um projeto para criar uma versão do Windows que seja compatível com diferentes tipos de dispositivos vestíveis.

Talvez os frutos cheguem em breve

O problema é que ainda não se sabe quais são os planos exatos da Microsoft para este tipo de tecnologia. Há rumores de que ele esteja trabalhando com um relógio inteligente de 1,5 polegada — e talvez seja por isso que a equipe de Kipman também esteja trabalhando com telas de tamanho bem reduzido.

Outra possibilidade é a de óculos inteligentes, como o Google Glass, mas que sejam capazes de trabalhar com comandos em três dimensões (função que está presente no próprio Kinect). Como o sistema Windows é feito para ser unificado, pode ser que as primeiras versões para aparelhos de vestir cheguem ao mercado em um futuro próximo.

Cupons de desconto TecMundo: