(Fonte da imagem: Divulgação/Xbox Music)

A Microsoft está expandindo os serviços e as funções do Xbox Music com aplicativos para aparelhos Android e iOS, além de possibilitar o streaming de músicas diretamente da internet.

A decisão mostra que a empresa está seguindo o caminho de programas rivais, como o Spotify, o Rdio e o Google Play Music All Access. De acordo com a nova política do Xbox Music, os usuários poderão utilizar os serviços de streaming de músicas inteiramente de graça por seis meses, mas, assim como o Spotify, os aplicativos para dispositivos móveis são inúteis sem uma assinatura paga.

Os apps não permitem a reprodução offline de conteúdo, mas executivos garantem que futuras atualizações dos aplicativos vão oferecer o recurso para utilizar a ferramenta mesmo sem conexão à internet.

No momento, as versões para dispositivos móveis incluem modos de reprodução de playlists, rádio e recomendações baseadas em artistas. A Microsoft pretende ampliar a interação entre usuários e fazer com que o Xbox Music seja um canal de troca e indicações entre os usuários, e que novos artistas possam ser descobertos através do serviço.

Porém, parece que a Microsoft está muito atrasada para correr atrás desse mercado. A não ser que ofereça outros atrativos para o público, dificilmente as pessoas vão largar o Spotify, o iTunes Match ou outro canal de sua preferência para experimentar um serviço simples e sem diferencial como o Xbox Music. Será verdade? Ou é essa uma boa aposta da Microsoft?

Cupons de desconto TecMundo: