Logo Windows

A Microsoft solicitou ao serviço de patentes norte-americano o registro de um novo sistema chamado “Fast Machine Booting Through Streaming Storage”. Ela contempla um serviço de armazenamento por meio de rede e local, chamado pela Microsoft de camadas. O conjunto serviria para melhorar o sistema de boot de computadores, tablets e outros dispositivos.

O projeto foi submetido para registro em fevereiro de 2010 e, por meio dele, seria possível fazer a “transmissão” do sistema operacional para praticamente qualquer dispositivo com uma tela. O SO funcionaria com computação em nuvens, compondo uma espécie de ambiente virtual que disponibilizaria os recursos ao usuário conforme fossem solicitados (ou necessários).

Além disso, uma série de dispositivos de armazenamento seriam utilizados (tanto local, quanto remotos) de forma a criar o “disco rígido virtual”. Com isso, as “camadas” contendo o sistema operacional estariam imediatamente disponíveis ao usuário, em vez de ser preciso carregar e salvar o SO como uma imagem antes de sua execução.

A Microsoft afirma que com esse sistema qualquer aparelho seria capaz de inicializar de forma muito mais rápida – quase instantânea, mais precisamente. Ainda de acordo com a empresa, praticamente qualquer dispositivo com acesso a rede seria capaz de utilizar o sistema (computadores pessoais, servidores, notebooks, tablets, sistemas baseados em multiprocessamento, mainframes, minicomputadores etc.).

Por ora, o projeto foi registrado e não houve uma declaração oficial de quando entrará em aplicação. No entanto, em uma versão mais recente do Windows 8, já foram vistas funções com características semelhantes às citadas no sistema.

Cupons de desconto TecMundo: