A Imagine Cup foi criada em 2003 pela Microsoft com o objetivo de inspirar jovens de todo o mundo a aprimorarem a forma como vivemos por meio do uso da tecnologia. Os alunos das mais variadas disciplinas colocam nos seus projetos toda a criatividade e conhecimento na competição.

A edição de 2016 premiou com o terceiro lugar e um valor de US$ 5 mil, cerca de R$ 16,3 mil, o time brasileiro formado por alunos da PUC-MG. Chamada Tower Up, a equipe composta por Alessandra Faria de Castro, Érico Grasso, Ramon Coelho de Souza e Daniel Sanabria desenvolveu “Sonho de Jequi”, um jogo de corrida e aventura que tem como objetivo contribuir socialmente com o Vale do Jequitinhonha, uma das regiões mais carentes do país. A equipe foi a única da América Latina a ficar entre os primeiros colocados na competição disputada em Seattle, nos EUA.

O mundo inteiro na disputa

Ao todo, times formados por jovens de 35 países apresentaram seus projetos para a competição anual que oferece a possibilidade de adquirir novas habilidades técnicas, de negócios e design para ajudar a transformar suas ideias criativas em realidade. Os alunos concorreram em três categorias: Games, Inovação e Cidadania e o melhor dos primeiros do pódio receberá uma mentoria privada com Satya Nadella, CEO da Microsoft, e o cobiçado título de Campeão Mundial da Imagine Cup 2016.

Os campeões

A vencedora da categoria Games foi a equipe PH21, da Tailândia, com um o jogo enigmático, uma história imprevisível e jogabilidade incomum, levando o prêmio de US$ 50 mil, aproximadamente R$ 163 mil. Em segundo lugar, o time None Developers, da Indonésia, ganhou US$ 10 mil, em torno de R$ 32,5 mil.

Na categoria Inovação, quem levou o primeiro lugar foi a equipe ENTy, da Romênia. Em segundo ficou o time Mestres bits, do Sri Lanka e em terceiro lugar HealthX dos EUA, recebendo os mesmos valores em prêmios que a categoria Games. A equipe romena criou um dispositivo wearable de alta tecnologia que rastreia o equilíbrio do ouvido interno e verifica a posição da coluna em tempo real e pode detectar problemas internos de ouvido e outros dados que podem ser úteis para os médicos no diagnóstico de pacientes.

A equipe da Grécia foi a grande campeã da categoria Cidadania. Os estudantes desenvolveram uma aplicação de realidade virtual para ajudar a combater o bullying

A equipe AMANDA, da Grécia, foi a grande campeã da categoria Cidadania. Os estudantes desenvolveram uma aplicação de realidade virtual para ajudar a combater o bullying. Em segundo lugar, o time Night’s Watch, da Tunísia, e em terceiro, InSimu, da Hungria.

Premiação Especial

A equipe BoneyCare da China recebeu o prêmio Ability Award, que reconhece os estudantes cujo projeto visa melhorar a acessibilidade e empoderar as pessoas com deficiência. Eles criaram o cloud-based para ajudar quem tem gagueira. Durante a cerimônia de premiação, Lisa Wong, do Canadá, também foi premiada com o Microsoft Student Partner of the Year.

O Brasil foi o grande vencedor da última edição com o time E-FitFashion na principal categoria

Os estudantes finalistas de diversos países visitaram a sede da Microsoft em Redmond, Washington (EUA), nesta semana, para competir por mais de US$ 200.000 em dinheiro na Final Mundial da Imagine Cup 2016.

Tradição brasileira

Mais de 200 mil brasileiros já participaram da Imagine Cup e, em dez das quatorze edições, as equipes nacionais receberam reconhecimento. O Brasil foi o grande vencedor da última edição, em 2015, com o time E-FitFashion, da Universidade de São Paulo, na principal categoria, com o software “Clothes for Me”, que tem o objetivo de simplificar o processo de compra on-line de roupas sob medida.

Cupons de desconto TecMundo: