Tesla perde US$ 50 bilhões após adiar carro elétrico barato

1 min de leitura
Imagem de: Tesla perde US$ 50 bilhões após adiar carro elétrico barato
Imagem: Susan Walsh/Associated Press
Avatar do autor

As ações da fabricante de veículos elétricos Tesla caíram mais de 5% na pré-abertura do mercado de ações dos Estados Unidos nesta quarta-feira (23). A forte tendência de queda ocorre um dia após a empresa ter visto US$ 50 bilhões desaparecerem de seu valor de mercado depois dos anúncios do Battery Day realizado ontem (22).

A nova tecnologia de baterias da empresa só deve ficar pronta em 2022, e pior: o carro elétrico barato que Elon Musk havia prometido três anos atrás, teve seu lançamento adiado por mais três anos.

Ele disse: "Em três anos ... podemos fazer um carro de US$ 25 mil que estará basicamente no mesmo nível, talvez um pouco melhor do que um carro a gasolina comparável". Para os investidores, que aguardavam o anúncio de uma bateria de “milhões de milhas” com validade de 10 anos, o anúncio funcionou como um banho de água fria.

Já na véspera do Baterry Day, Musk indicou no Twitter que as novidades não teriam efeito imediato. Resultado: os papéis da Tesla caíram 5%, chegando a US$ 428.

No evento, Musk também reconheceu que a Tesla não tem os seus ambiciosos projetos de veículos e baterias com os processos de produção totalmente concluídos. A empresa estima construir até 20 milhões de veículos elétricos por ano, o que é uma meta muito alta, quando se leva em conta que toda a indústria automobilística trabalha com uma previsão de 80 milhões.

A Tesla também anunciou um novo “Model S Plaid”, um carro com autonomia para 830 km, que pode atingir 320 km/h, com encomendas abertas agora e entregas agendadas para 2021. O Plaid estava avaliado no site da Tesla por US$ 140 mil (R$ 766 mil).

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Tesla perde US$ 50 bilhões após adiar carro elétrico barato