Samsung anuncia queda de suas finanças, mas prevê melhorias em breve

1 min de leitura
Imagem de: Samsung anuncia queda de suas finanças, mas prevê melhorias em breve
Avatar do autor

A Samsung revelou o seu relatório financeiro referente ao último trimestre de 2018 e, conforme esperado, apresentou uma queda considerável nos ganhos da empresa no período. A Samsung já havia avisado acionistas que o faturamento da empresa foi menor que o esperado anteriormente, mas que espera reverter a situação com o lançamento do Galaxy S10 em 2019.

De acordo com o relatório financeiro, a Samsung viu uma queda no rendimento da empresa no final de 2019 devido à diminuição de pedidos de chips de memória, um dos produtos que mais movimenta o setor de semicondutores, bem rentável para a empresa, e usado em data centers e smartphones.

Imagem: Reprodução/Getty Images

No seu relatório, a empresa coreana revelou que teve uma receita de US$ 53,4 bilhões (aproximadamente R$ 194,4 bilhões) no quarto trimestre fiscal de 2018, o que representou uma queda de 10% comparado ao mesmo período do ano anterior. Já o seu faturamento e lucro viu uma queda de 29% comparado com o mesmo período do ano de 2017, com um total de US$ 9,7 bilhões (aproximadamente R$ 35,4 bilhões).

Queda de vendas no mercado de smartphones afetou a empresa

De acordo com a Samsung, os negócios relacionados a chips usados em smartphones e data centers não renderam tanto quando deveriam devido a incertezas no mercado. Durante 2018, foi sentida uma diminuição nas vendas de novos smartphones, algo que acabou atingindo até mesmo a Apple no final do ano passado. A empresa espera que a situação se reverta em 2019, principalmente após o lançamento do Galaxy S10, para que as suas finanças possam voltar a crescer.

A Samsung também acredita que o investimento em aparelhos dobráveis possam colocar a empresa na frente de novas trends, algo que pode ser benéfico para o setor financeiro da companhia em 2019.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Samsung anuncia queda de suas finanças, mas prevê melhorias em breve