A Wixen Music Publishing processou o Spotify em 2017 alegando que o serviço de streaming oferecia milhares de músicas sem qualquer direito legal sobre elas. O valor do processo era assustador: US$ 1,6 bilhão. Hoje (20), um ano depois do começo dessa treta, as empresas fecharam um acordo.

Ficou claro que a Spotify não terá que pagar US$ 1,6 bilhão

Segundo a Music Business, o presidente da Wixen Randall Wixen disse em comunicado que ambas as empresas fecharam um acordo e uma colaboração mútua. Maiores detalhes não foram revelados, mas ficou claro que a Spotify não terá que pagar US$ 1,6 bilhão.

“A conclusão desse litígio é parte de uma parceria empresarial mais ampla entre as partes, que resolve de forma justa e razoável as reivindicações legais alegadas pela Wixen Music Publishing relativas ao licenciamento passado do catálogo da Wixen e estabelece uma relação mutuamente vantajosa para o futuro”, disse Randall.