O número de raridades do setor de tecnologia que vão à leilão digital tem aumentado nas últimas temporadas e, ao que parece, esse mercado talvez esteja um pouco saturado. Anotações antigas do falecido Steve Jobs, estimadas em US$ 60 mil, estiveram à venda em Nova York mas não passou dos US$ 28 mil e agora volta para o cofre.

steve jobsFonte: 9to5Mac

O papel, visivelmente desgastado pelo tempo, mostra o ex-CEO da Apple detalhando as vantagens do Apple I, incluindo, com destaque, 8 Kbytes de memória RAM e manual, tudo a US$ 75 — “uma pechincha”, como escreveu o próprio Jobs no bilhete a um amigo. A nota, que foi enviada a um amigo de longa data, é de 1976.

steve jobsFonte: 9to5Mac

Além desse manuscrito, também foi à leilão um Apple I funcional, com valor entre US$ 250 mil e US$ 350 mil. Só que a máquina chegou “apenas” aos US$ 200 mil e por isso voltou para o depósito. Além dessas peças, há uma edição da MacWorld autografada por Jobs, no valor de US$ 10 mil e que será oferecida na semana que vem; e um cartão de visita do cocriador da Maçã, a US$ 500 — uma bagatela se comparado com os outros itens.

Cupons de desconto TecMundo: