Em 2003, o inventor Toshiyasu Abe criou uma patente cujo nome você conhece: "Keyboard". Essa tecnologia, que está presente em diversos dispositivos da Apple, funciona para facilitar as coisas na hora da digitação, de modo que o usuário não precisa mudar o teclado para inserir teclas especiais; basta deslizar o dedo para cima.

O problema é que a empresa da Maçã tem usado a tecnologia sem dar os direitos de Toshiyasu Abe  tanto que ele resolveu agir, abrindo um processo contra a Apple por estar utilizando as teclas hexagonais que possuem funções específicas, como "copiar", "colar" e "desfazer".

Para piorar as coisas, ele acusou a companhia de ter causado ainda mais danos para a patente, uma vez que a Apple continuou investindo e desenvolvendo aplicativos que utilizam as teclas e o 3D touch. Abe, que é japonês, apontou que o recurso é bem popular em seu país, justamente pela facilidade na hora de digitar. E onde será que a Apple infringiu a patente? Acomode-se, porque a lista de dispositivos é grande: do iPhone 6s ao iPhone X e do iPad Air ao iPad Pro há o teclado de Abe e o 3D Touch.

O inventor percebeu a infração da patente em 2009 e tentou entrar em contato com a Apple das mais diversas vezes  ele chegou até mesmo a realizar chamadas telefônicas com representantes da empresa, mas nenhum acordo foi fechado. Em 2017, ele notou que a infração se estendeu ao iOS 11, então enviou outra carta de notificação à companhia. Novamente, ele tentou um acordo, mas não obteve sucesso.

Até o momento, Toshiyasu Abe está buscando soluções que compensem os danos causados pela infração da empresa. Contudo, o caso ainda seguirá para o tribunal para ser julgado.

Cupons de desconto TecMundo: