A Netflix liberou hoje (16) os seus resultados fiscais para o primeiro trimestre de 2018, e os números são animadores para os investidores. A empresa registrou uma receita bruta de US$ 3,6 bilhões, um crescimento de 43% na comparação com o mesmo período de 2017. Contudo, a notícia mais importante do relatório para o mercado local é a de que a série O Mecanismo, “está no caminho para se tornar uma das séries originais da Netflix mais vistas no Brasil”, segundo o relatório publicado pelo serviço de streaming.

O Mecanismo é uma série brasileira de José Padilha “vagamente inspirada” nos acontecimentos reais que foram documentados durante as deflagrações das inúmeras fases da Operação Lava Jato em todo o Brasil. A primeira temporada da trama tem apenas oito episódios e já está disponível para assistir na Netflix em todo o mundo.

Além desse título, outro show “de língua estrangeira” — não em inglês — que tem feito sucesso no mundo todo é La Casa de Papel, que tem o espanhol como língua original. O título se tornou o mais visto dessa categoria na história da Netflix. O serviço de streaming espera gastar algo entre US$ 7,5 e US$ 8 bilhões em conteúdo durante 2018.

125 milhões de assinantes

Fora o sucesso dessas séries produzidas em outras línguas que não o inglês, a Netflix destacou ainda que já possui 125 milhões de assinantes que pagam suas mensalidades regularmente. Para melhorar a situação da empresa, houve um aumento de 25% no valor médio pago pelos assinantes da Netflix. Isso significa que mais pessoas estão comprando os planos mais caros e mais completos que a empresa oferece.

Durante os três primeiros meses de 2018, a Netflix adicionou 7,4 milhões de novos assinantes. O número é o segundo maior da história da empresa, atrás apenas dos 8,3 milhões adicionados no último trimestre de 2017. Para o segundo trimestre de 2018, a empresa espera conseguir 6,2 milhões de novos clientes em todo o mundo.