Embora os smartphones facilitem enormemente a comunicação entre milhões de pessoas, esses dispositivos são altamente dependentes de roteadores WiFi e planos de dados. Afinal, é preciso estar conectado à internet para utilizar os comunicadores instantâneos mais populares.

Essa limitação, no entanto, não impede que mensagens possam ser disseminadas. Existem aplicativos que utilizam as antenas WiFi e Bluetooth dos aparelhos para gerar redes independentes que podem formar longas cadeias de transmissão. FireChat, goTenna e MeshMe são apenas alguns dos exemplos mais populares.

O FireChat e o MeshMe, por exemplo, transformam os dispositivos em roteadores que, além de poder enviar mensagens, também servem como ponte para transmitir o conteúdo enviado por outras pessoas. Esses programas são bastante eficientes em ambientes lotados como festas, concertos e já foram utilizados até mesmo em manifestações no Irã, Taiwan e Hong Kong.

Burlando a censura

O goTenna também é um excelente exemplo, mas o app requer um hardware específico para funcionar que custa US$ 150 (R$ 512). Apesar disso, em condições ideais, o goTenna pode transmitir mensagens por até 14 km. Nada mal para um gadget sem internet e sinal, não é mesmo?

A internet é uma ferramenta de comunicação poderosíssima mas, em alguns países, como na China, ela pode ser altamente censurada, limitando exponencialmente o alcance. Os comunicadores independentes podem não ter a mesma popularidade das opções que utilizam a internet, mas certamente demonstram que é impossível evitar que pessoas munidas de smartphones se comuniquem entre si.

Cupons de desconto TecMundo: