(Fonte da imagem: Divulgação/Samsung)

A JEDEC Solid State Technology Association acaba de revelar as especificações finais para o novo padrão de memória DRAM, o DDR4. De acordo com a associação — que promove pesquisas com o formato há décadas —, o DDR4 deve não apenas tornar os PCs mais rápidos como também mais econômicos.

De fato, o módulo transfere dados muito mais rápido do que o seu antecessor, o DDR3 (utilizado na maior parte dos computadores atuais). Com um novo processo de “escrita” e “leitura”, o padrão deve efetuar mais rapidamente as transferências entre dispositivos de armazenamento e a memória do computador.

Para colocar as vantagens em números, enquanto uma unidade DDR3 é capaz de “apenas” 1,6 gigatransferências por segundo, uma DDR4 pode efetuar 3,2 gigatransferências no mesmo período. A redução do consumo de energia também é atraente: são 1,2 volts para a DDR4 e 1,5 para a DDR3.

DDR4 para todos os lados

O DDR4 deve ser utilizado em servidores, PCs e dispositivos móveis. De fato, boa parte dos fabricantes de peso de memória DRAM — incluindo Samsung, Micron e Nanya — anunciou que efetua atualmente testes com as novas unidades. E isso tem sido feito rapidamente, em razão das quedas nos preços do formato e também de uma concorrência quase “desleal”.

Conforme disse o analista Gregory Wong em entrevista ao site PC World, a existência de aparelhos mobile com pouca necessidade de quantias expressivas de memória tem enfraquecido tecnologias de alto desempenho como o DRAM. “Os tablets e smartphones tem adotado aos poucos só que, em vez de 4 GB de DRAM, eles precisam de apenas 1 GB de RAM.” De qualquer forma, Wong garante que o formato chegará também aos dispositivos portáteis — embora isso ainda deva demorar um pouco.

É possível conferir as especificações completas da DDR4 no site oficial da JEDEC.

Fonte: JEDEC, PCWorld

Cupons de desconto TecMundo: