(Fonte da imagem: Reprodução/BGR)

O FBI acredita que Kim Dotcom, o fundador do Megaupload, carregava com ele um dispositivo de emergência com o qual seria capaz de desligar servidores no mundo todo e apagar evidências de pirataria em questão de segundos.

Segundo informações do site NZ Herald, durante um julgamento que está sendo realizado na cidade de Auckland, Grant Wormald, inspetor do FBI, testemunhou dizendo que os investigadores encontraram com Kim um dispositivo que permitia a ele acessar servidores de forma remota em questão de segundos, até mesmo via smartphone, e deletar evidências de pirataria.

O New Zealand Special Tactics Group não descartou a hipótese de o dispositivo de fato existir, mas nas buscas realizadas na mansão de Kim Dotcom nada foi encontrado. Paul Davison, advogado do fundador do Megaupload classificou a invasão à casa do seu cliente com uma performance “incompetente e ineficiente da polícia neozelandesa”.

Fonte: NZ Herald