Um grupo de pesquisadores acabam de criar um aparelho que poderá facilitar os exames de sangue em um futuro próximo. Batizado de i-LEV, o invento utiliza um smartphone para medir os níveis de glóbulos brancos e vermelhos de uma amostra sanguínea – essa estatística, por si só, é o suficiente para detectar algumas doenças. O gadget, como você já deve ter percebido, segue a tendência médica de promover o autodiagnóstico através das novas tecnologias.

O i-LEV funciona de uma maneira bem simples: o celular é colocado no topo do dispositivo (que tem o formato de uma pequena caixa) de forma que sua câmera esteja posicionada sobre uma lente de aumento. Uma amostra sanguínea de apenas 30 microlitros é colocada em um tubo e misturada com gadobutrol, composto químico com propriedades paramagnéticas. Ao ser colocada dentro da caixa, a amostra fica posicionada entre dois ímãs.

Impulsionadas pelo campo magnético, as células começam a flutuar – sendo que as brancas atingem uma altura diferente da das vermelhas, permanecendo separadas. Em apenas 15 minutos, o smartphone (que observa toda essa ação através da lente do i-LEV e de sua própria câmera) consegue fazer a medição da densidade dos glóbulos no sangue. De acordo com Utkan Demirci, um dos autores do projeto, o invento já despertou interesse comercial de várias empresas, mas ainda precisa ser aprimorado até ser lançado no mercado.

O que você acha da utilização de gadgets e apps na área da medicina? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: