(Fonte da imagem: Reprodução/The Washington Post)

Atualmente, uma equipe de médicos nos EUA trabalha na instalação da primeira espinha dorsal eletrônica em um paciente. Conforme reportou o site do The Washington Post, o escolhido foi um homem cujos membros estão paralizados da cintura para baixo.

Intitulada “Neurobridge”, a tecnologia consiste em um chip instalado no cérebro do paciente, cuja função é transmitir informações para um computador. Este, em seguida, decodificará os dados e os remeterá a um grupo de eletrodos presos ao antebraço do paciente — sem absolutamente passar pela espinha danificada, portanto.

Embora o procedimento ainda não tenha se mostrado efetivo, o grupo — formado por médicos e engenheiros — espera poder mostrar os primeiros resultados dentro de algumas semanas.

Cupons de desconto TecMundo: