(Fonte da imagem: Reprodução/National Institute for Physiological Sciences)

O sofrimento das pessoas que convivem com paralisia por lesões na espinha pode estar muito perto de chegar ao fim. Isso porque os professores Yukio Nishimura, Ebehard Fetz e Steve Perlmuter, em um estudo conjunto, criaram um método que utiliza circuitos eletrônicos para recriar a “ponte” que liga uma parte a outra do sistema nervoso.

Está bem, essa não é uma ideia exatamente nova — inclusive, já falamos de tecnologias semelhantes por aqui algumas vezes. Mas a diferença é que o trio foi muito além do papel, conseguindo testar seu projeto em um macaco incapaz de mover um dos braços. E, de acordo com National Institute for Physiological Sciences, o aparelho funcionou perfeitamente, devolvendo as funções perdidas ao membro.

Devido à grande semelhança biológica entre o primata testado e os seres humanos, isso pode realmente se tornar uma esperança para quem sofre de paralisia. Infelizmente, os professores não declararam se o projeto vai seguir além dos testes, mas vamos torcer que sim.

Cupons de desconto TecMundo: