O "cafezinho" nem sempre pode ser uma boa opção de estimulante (Fonte da imagem: ThinkStock)

É comum o uso de cafeína e outras substâncias estimulantes por pessoas que precisam de mais concentração e energia para o trabalho ou estudo. Entretanto, de acordo com uma pesquisa publicada na Nature, cientistas demonstraram que essa prática, muitas vezes, pode atrapalhar mais do que ajudar. O experimento realizado pela Universidade de Columbia demonstrou que a cafeína ― e outros estimulantes, como a anfetamina ― pode baixar a produtividade de indivíduos mais propensos ao trabalho e com alto nível de concentração.

Os pesquisadores conduziram uma longa série de experimentos em ratos de laboratório, sendo que alguns deles se comportavam de maneira “preguiçosa” e outros de forma mais ativa. Em entrevista para o site Medical Express, o cientista Jay Hosking afirmou que “as descobertas sugerem que alguns estimulantes podem causar efeito contrário em pessoas que enfrentam naturalmente as tarefas mais difíceis da vida e as que oferecem grandes recompensas”.

Sendo assim, caso você seja uma dessas pessoas naturalmente motivadas com o trabalho ou o estudo, talvez seja melhor trocar o café da manhã por um suco de laranja ou chá sem cafeína.

Cupons de desconto TecMundo: