(Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock)

Um estudo sobre propagação de malwares realizado pelo Karpersky Lab revelou que, somente no primeiro semestre de 2013, 35% dos PCs brasileiros foram infectados com algum tipo de malware. Entretanto, o número pode ser bem maior, pois o estudo só englobou os computadores que possuíam algumas das soluções Karspersky de antivírus instaladas.

O número total de incidentes foi de 24.445.039, entre ataques bem sucedidos ou não só no Brasil. O malware mais comum é Worm.Win32.Debris.a, que atacou 15% das máquinas analisadas. Esse vírus é propagado por meio de sites e dispositivos USB, tornando o computador consideravelmente mais lento – além de poder esconder pastas e arquivos e servir de entrada para outras ameaças.

Adwares continuam a perturbar os PCs

Entre os dez malwares mais comuns nas casas dos brasileiros, quatro foram identificados como adwares (aquelas ameaças que são acionadas durante o uso do instalador de alguns programas).  O mais detectado, igualmente com o Debris.a, foi o Adware.Win32.MegaSearch.am, de origem desconhecida. Malwares como ele são responsáveis por trocar o navegador padrão, acionar barras de tarefas a ele e programas indesejados no Windows.

Segundo o time do Karpersky Lab, essas ameaças são potencialmente perigosas, pois não roubam dinheiro, porém danificam o desempenho do computador e podem inserir propagandas em diversos pontos. Outro malware bastante presente nas máquinas é o Net-Worm.Win32.Kido.ih, de 2009, que é responsável por afetar 10% dos computadores nacionais. Apesar de ser considerada uma ameaça antiga, ele é bastante presente e consegue burlar algumas brechas dos PCs menos protegidos. 

Cupons de desconto TecMundo: