A Apple está desenvolvendo um novo aplicativo de fotos para o Mac, e uma versão para desenvolvedores já está sendo testada. O programa se chama Photos for OS X e pretende substituir o atual iPhoto em uma atualização de sistema que acontece no segundo trimestre deste ano.

Para o site The Verge, que teve acesso ao Photos, o software traz várias melhorias em relação ao aplicativo antigo, mas aqueles que usavam o Aperture, editor de imagens voltado para usuários experientes que também será descontinuado, não encontrarão um substituto no novo programa.

Quer dizer, tanto o iPhoto como o Aperture serão mantidos, só que não receberão mais atualizações da Apple. O problema de continuar a usá-los é a incompatibilidade com o novo aplicativo de fotos.

Ligeiro

O que o Photos faz? Segundo o site, trata-se de uma fototeca razoavelmente intuitiva combinada com uma solução simples de backup na nuvem e ferramentas de edição úteis. O jeitão lembra o Photos para iOS, com sua interface limpa, e a migração de fotos para o novo aplicativo é simples.

Photos tem quatro abas principais. A primeira traz todas as imagens em ordem cronológica, e o Shared contém as fotos dos álbuns compartilhados, junto com o log de atividades e os comentários. A aba Albums, como o nome diz, cria coleções personalizadas, e o Projects é basicamente um atalho para serviços de impressão da Apple.

O The Verge destaca a velocidade do software, mesmo com álbuns bem grandes. O Photos está ligando intimamente com o iCloud Photo Library, o serviço de backup de fotos, que dá ao usuário 5 GB gratuitos. Mais que isso, você terá que contratar armazenamento extra, que pode chegar até a 1 TB por US$ 20 mensais. É como o My Photo Stream, que permite ver as fotos em qualquer dispositivo Apple, mas não tem as limitações deste, como a de registrar apenas as mil últimas imagens.

Na nuvem

A sincronização entre dispositivos é bem rápida. Uma foto tirada no iPhone apareceu em menos de 30 segundos na nuvem, segundo os testes do site. Uma edição feita no Mac se refletiu no fone em um instante. Aliás, as imagens do My Stream poderão ser importadas no novo aplicativo. O My Stream não vai acabar e quem quiser continuar usando-o pode fazê-lo.

No iCloud Photo, por padrão, as imagens originais ficam salvas na nuvem, e, nos aparelhos, apenas são armazenadas cópias com resolução menor, de acordo com o tamanho da tela do dispositivo. Isso livra os aparelhos de guardarem imagens pesadas, mas, seja porque você não confia no serviço de nuvem da Apple ou por outro motivo, você pode armazenar os originais localmente.

Há recursos de edição interessantes no Photos. Um "auto crop", por exemplo, recorta as fotos endireitando a linha do horizonte e de acordo com a "regra dos terços", que coloca os elementos dentro de grades invisíveis (imagine que a foto tenha um "jogo da velha" e nos espaços ficam as partes importantes da imagem).

O botão deslizante Light controla seis parâmetros diferentes para ajustar as fotos, permitindo que até mesmo quem não tem muita experiência com fotos edite as imagens sem destruí-las. Mas quem manjar dos paranauês pode controlar os ajustes, como exposição, luz e sombras, individualmente. É possível também ajustar a cor e, claro, aplicar filtros à la Instagram. Como dito, não está no nível de um Aperture, mas a nova ferramenta tem o usuário comum como público.

Recapitulando, Photos está previsto para aparecer na atualização 10.10.3 do OS X, que está prometida para o segundo trimestre do ano.

Cupons de desconto TecMundo: