Seus amigos já devem ter perguntado qual é o seu computador e, possivelmente a sua resposta foi alguma parecida com: HP, Dell, Positivo, Acer ou qualquer outra montadora famosa.

Se a reação de quem perguntou isso para você envolvia uma expressão de desânimo, provavelmente esse amigo entende um pouco mais de computadores e gostaria de receber uma resposta mais detalhada.

Esses detalhes envolvem marca e velocidade do processador, capacidade e barramento dos pentes de memória, espaço disponível no disco rígido e muitos outros componentes que são menos lembrados, mas também fazem muita diferença no funcionamento das máquinas.

Pare de sofrer para descobrir o que há lá dentro

Se você quer saber com detalhes tudo o que existe conectado à sua placa-mãe, leia este artigo que vai ensiná-lo a descobrir o que se passa dentro do seu gabinete.

Pré-requisitos

Um dos melhores programas para realizar um relatório de diagnóstico completo da sua máquina é o HWinfo, que pode ser baixado pelo botão abaixo:

Faça você mesmo

Após instalar o software, ordene sua execução e clique sobre o botão “Run” (Executar) na interface que será aberta. Serão abertas duas janelas, uma com os dados básicos e uma com informações completas do sistema. É a primeira que reúne as características que os usuários mais iniciantes precisam saber.

Processador (CPU)

A seção reservada para as informações referentes ao processador do computador chama-se “CPU” (Unidade Central de Processamento). Nela estão: o nome do componente, de acordo com o especificado pela fabricante; o número de núcleos que estão trabalhando (ou cores);  memória cache integrada e a plataforma (AM2 ou AM3, esta fará o computador reconhecer memórias DDR2 ou DDR3).

Informações sobre o processador

Também há uma lista de funcionalidades relacionadas ao dispositivo (“Features”). Nesta lista as funções que o processador apresenta estão marcadas pela cor verde. Mais abaixo estão informações sobre clock de processamento de cada um dos núcleos e taxa de utilização – esta se chama ratio, que é a relação entre o que está sendo utilizado e a capacidade total.

Funcionalidades e capacidade ocupada

Drives (Unidades de disco)

Unidades de disco podem ser tanto removíveis quanto discos rígidos de armazenamento de dados. Este setor do programa identifica e lista HDs e drives de leitura ótica, sendo que esta ordem é respeitada também na listagem dos drives encontrados no computador.

Todos os drives ficam listados aqui

Em “Interface” estão os tipos de tecnologias de transferências de pacotes de dados. Por exemplo: na imagem do Baixaki, o disco rígido possui conexões SATA 3Gb/s; já o drive de leitura ótica possui tecnologia ATAPI e é um gravador de DVDs (DVD++RW).

Recursos gráficos (GPU)

Neste setor estão as informações relacionadas às placas gráficas onboard e offboard instaladas no computador. Nome do componente, modelo do slot (PCI, PCI-Express, AGP), quantidade e tipo de memória e tecnologia / largura da memória (quantidade de dados que podem ser transferidos).

Recursos gráficos disponíveis

“Pixel papelines” refere-se à quantidade de ações simultâneas que podem ser rodadas. Quanto maior esse número, mais avançada é a placa gráfica e mais qualidade ela proporciona. Outro dado apresentado é o “Shaders”, que representa a capacidade de renderização do computador (os mais avançados são Shader Model 3).

Placa-mãe (motherboard) e memória

Aqui estão o modelo da placa-mãe, o chipset gráfico e a data e a versão da BIOS instalada na máquina. Ainda neste menu, em “Memory” estão a quantidade de memória disponível, barramento dos pentes e também informações sobre o clock, o modo de transferência dos dados (quantidade de canais utilizados para a comunicação da placa com chipset ou processador). Também há o “Timing”, que é o número de ciclos entre a ativação de módulos de memória.

Dados sobre a placa-mãe

Módulos de memória

Os módulos são na verdade os pentes de memória detalhados individualmente. Podendo ser acessados pela lista de componentes, cada um deles mostra dados referentes à quantidade de memória (”size”), velocidade dos ciclos ( “clock”) e se há ou não um código de correção de erros (ECC; “N” para não e “Y” para sim).

Características dos pentes de memória

Agora que você já sabe detalhes sobre seu PC, que tal compará-los com os que o Baixaki recomendou no artigo “Configurações ideais para 2010”? Quem sabe esteja na hora de trocar de máquina, ou ao menos entender um pouco mais o que esses nomes e siglas todos significam!

Para usuários avançados

Se você já está dominando um pouco mais os conceitos apresentados nos resumos do diagnóstico, experimente utilizar a interface completa do HWinfo. Nela há muitas outras informações sobre vários outros componentes, como monitores, áudio, rede e portas de comunicação, além de mais detalhes sobre os dispositivos anteriormente citados.

Cupons de desconto TecMundo: