Imagem de: Hacker deixa pendrive cair ao jogar molotov e é identificado pela polícia

Hacker deixa pendrive cair ao jogar molotov e é identificado pela polícia

1 min de leitura
Avatar do autor

Na Bélgica, um hacker que participava dos grupos Cyber Crew e Anonymous Belgium foi pego por deixar um pendrive cair ao jogar um coquetel molotov em uma agência do banco Crelan.

O ato aconteceu em 2014, mas Brecht S., como o hacker foi identificado, só recebeu sua sentença agora: 18 meses de prisão e multa de 3 mil euros a ser paga ao banco por conta dos ataques hackers e mais uma sentença de três anos de prisão pelo incêndio.

Investigação

A análise dos documentos presentes no dispositivo levaram a Brecht e revelaram sua participação em um ataque DDoS à página do banco Crelan e à uma página de uma pizzaria a fim de extorquir dinheiro do proprietário. De acordo com o jornal belga HLN, Brecht disse ao tribunal que os ataques ao banco eram atos de retaliação por causa de 300.000 euros que sumiram da conta de sua mãe quando esta se divorciou.

Foram encontradas evidências que Brecht teria participado também do ataque realizado pelo grupo Anonymous à FIFA, logo antes da Copa do Mundo de 2014.

A investigação chegou a um parceiro de Brencht, punido com uma multa de 1.200 euros.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Hacker deixa pendrive cair ao jogar molotov e é identificado pela polícia