Quando os internautas não gostam de alguma coisa, fazem até campanha para que outros também possam odiar aquilo. É o que está acontecendo com o Rewind 2018 do YouTube. O vídeo que deveria ser uma retrospectiva dos melhores vídeos e dos maiores youtubers da plataforma no mundo todo, mas acabou parecendo mais um longo e tedioso anúncio.

Fala-se em uma tentativa do YouTube em agradar anunciantes, tirando assim o foco da comunidade de criadores e expectadores. Todas as estrelas da plataforma foram colocadas em contextos normalmente sem relação com seu conteúdo.

Também há reclamações sobre o excesso de referências a Fortnite, sendo que boa parte do vídeo se passa na ilha fictícia do game, sendo os youtubers alguma espécie de jogadores que não matam uns aos outros.

Contudo, talvez a maior reclamação de todas tenha a ver com o fato de PewDiePie não ter aparecido no vídeo. Como os inscritos do youtuber são bastante engajados, não se descarta a possibilidade de haver uma grande campanha entre seus fãs, que são milhões.

No momento dessa publicação, o dito vídeo do Rewind 2018 já tem mais de 92,3 milhões de visualizações com menos de 4 dias completos no ar. Contudo, 7,4 milhões de pessoas já deram deslike, enquanto apenas 2 milhões gostaram do clipe.

O vídeo com mais deslikes de todos os tempos na plataforma é “Baby” de Justin Bieber. A diferença é que o vídeo musical já está no ar há cerca de 8 anos e tem mais de 2 bilhões de visualizações. Bieber tem 9,7 milhões de deslikes, mas conta 10 milhões de likes.

Fora isso, os principais comentários desse vídeo do cantor canadense falam justamente em retirar o deslike desse clipe para que o YouTube Rewind possa ganhar o título de “vídeo mais odiado da internet” mais rapidamente.