É tanta banheira de Nutella, pegadinha sem graça e novela de Minecraft que virou moda falar que "youtuber nem é gente", ou que a plataforma de vídeos só tem conteúdo ruim. Não vamos entrar nessa questão, mas sim fazer o contrário. O quadro do TecMundo traz canais que valem a inscrição para você perder o preconceito e abraçar novos criadores de conteúdo. Clique aqui para conferir as indicações anteriores.

Nesta semana, vamos fazer algo diferente: o canal do Tastemade Brasil é bem feito, mas no geral é um entre tantos canais de receitas. Mas a indicação da vez é de uma série que está dentro desse perfil, o "Coisas que Nunca Comi (Ou Evitava Comer)".

Os vídeos da série são apresentados por Otávio Albuquerque, o @taviao, que acima de tudo é um apaixonado por viajar, conhecer coisas novas e experimentar pratos nada comuns (para o brasileiro). Cada episódio traz ele em uma situação completamente diferente, conhecendo cantos obscuros da alta ou baixa gastronomia para provar pratos exóticos — e aproveitando cada segundo.

Uma pessoa comendo.Ingredientes locais, combinações exóticas e aparências nem sempre muito agradáveis fazem parte da experiência.

A apresentação é excelente e Otávio é "gente como a gente": se impressiona com tudo, faz piadas da situação, acha algumas coisas nojentas e outras deliciosas. Além de mostrar a parte da culinária, ele também traz muitas curiosidades sobre os locais visitados e a cultura da região, tudo com muito respeito e admiração.

A primeira temporada girou em torno de comidas bizarras que podiam ser encontradas no Brasil, mas o programa expandiu. Nas temporadas seguintes, viajou para China, Índia e, mais recentemente, até a Rússia durante a Copa do Mundo. Se você procura um programa do YouTube para mostrar aos pais ou para quem tem preconceito com certas comidas ou culturas, essa série é tiro e queda.

Curtiu o canal? Então clique aqui para conhecer mais sobre ele!

Para começar

  • Na temporada mais recente, na Rússia, ele conheceu um restaurante de altíssimo padrão.

  • A Índia possibilitou o contato com uma cultura incrível e um ambiente muito diferente do brasileiro.

  • Na China, ele comprou e ajudou a preparar a própria comida, talvez uma das mais apimentadas que ele já experimentou.

  • A primeira temporada foi mais modesta e toda no Brasil — mas nem por isso com comidas menos diferentes