O YouTube anunciou hoje (09) uma série de mudanças na sua plataforma de vídeos para valorizar conteúdo noticioso de verdade e combater a desinformação e as notícias falsas. Para isso, o site e os apps do YouTube devem trazer pelo menos três novidades importantes.

A página inicial do YouTube vai ganhar seções dedicadas a notícias vindas de fontes confiáveis, com credibilidade determinada pelo próprio algoritmo de busca da Google. A identidade do canal será cruzada com o histórico de citações da fonte por outras publicações, entre outras variáveis. Com isso, o YouTube vai buscar dar preferência para o jornalismo profissional em vez de promover vídeos de canais de entretenimento que, por acaso, resolveram falar sobre algum fato noticioso.

youtubeYouTube também vai ajudar notícias locais a se destacarem na página inicial da plataforma

Teremos também mudanças na tela de buscas do YouTube. Ao pesquisar algum fato histórico importante no YouTube, como o pouso na Lua pela NASA, os espectadores verão um primeiro resultado em texto vindo de fontes como a Wikipédia e a Enciclopédia Britânica. A ideia é mostrar informações "oficiais" antes de qualquer outro vídeo.

Os primeiros vídeos no resultado dessa busca também serão ordenados de acordo com a credibilidade da fonte, seguindo basicamente os mesmos critérios usados para colocar vídeos de jornalismo profissional na tela inicial do YouTube.

youtubeAo pesquisar, resultados verificados podem aparecer no topo da busca

A terceira mudança tem a ver com notícias em desenvolvimento, de acontecimentos sendo cobertos pela imprensa de forma contínua. Durante tiroteios nos EUA, muitos vídeos mentirosos ou com títulos caça-cliques acabaram aparecendo nos resultados antes de publicações de agentes noticiosos de credibilidade, disseminando desinformação. Agora, quando alguma pessoa pesquisar sobre esse tipo de acontecimento no YouTube, a plataforma poderá mostrar primeiro alguns artigos escritos antes dos vídeos, todos vindos de publicações de confiança.

Isso deve ajudar a evitar a disseminação de fake news no YouTube. Isso porque, em momentos como a cobertura de um evento importante, jornalistas normalmente focam seus esforços inicialmente em escrever artigos detalhados. Só depois é que se preocupam com a produção mais longa e demorada de vídeos. Nesse meio tempo, entretanto, é perfeitamente possível que canais não profissionais comecem a publicar conteúdo impreciso ou mentiroso acerca do acontecimento.

O YouTube tem a responsabilidade de tornar fones confiáveis disponíveis imediatamente

Todas essas novidades já vinham sendo testadas pelo YouTube com alguns usuários, mas, a partir de agora, serão distribuídas gradativamente para todos os espectadores da plataforma. “O YouTube tem a responsabilidade de tornar fones confiáveis disponíveis imediatamente, oferecer conteúdo para ajudar pessoas a tomarem suas próprias decisões e apoiar o jornalismo com tecnologia que faz as notícias prosperarem”, disse o chefe de produto do YouTube Neal Mohan em um comunicado oficial sobre as novidades.