Compartilhar a senha da Netflix é uma prática comum e você provavelmente conhece alguém que faz isso (ou faz isso você mesmo). Apesar de ser levada em conta pelos serviços de streaming, essa prática dificulta o aumento no número de assinaturas pagas e pode chegar a causar perdas milionárias para as companhias, alertam alguns especialistas.

Segundo pesquisa realizada pela Reuters com 4,4 mil adultos, 21% dos usuários de serviços de streaming com idade entre 18 e 24 anos acessaram ao menos uma plataforma do gênero usando a senha de outra pessoa ao longo do último ano. Levando em conta toda a faixa etária de pessoas adultas, 12% dos pesquisados alegam terem feito o mesmo.

Diante de dados como estes, analistas da Parks Associates afirma que as companhias de streaming podem ter prejuízos de US$ 550 milhões em 2019 graças ao compartilhamento de senhas — US$ 391 milhões apenas para a Netflix. Não fica claro, porém, se o “prejuízo” é perda de dinheiro de fato ou somente a diminuição das receitas.

Questão econômica e marketing

A maioria dos participantes da pesquisa da Reuters afirmou compartilhar senha por uma questão bem óbvia: evitar gastar mais dinheiro com isso. As empresas costumam levar isso em conta inclusive oferecendo opções de planos em que mais de uma tela pode ser ativada ao mesmo tempo — na Netflix, por exemplo, é possível pagar mais e ter até quatro acessos simultâneos.

Mas como as companhias enxergam esse tipo de compartilhamento e até aquele feito além dos limites impostos por elas? Aparentemente, elas não se importam muito e veem na prática uma forma de promover o seu próprio conteúdo para novos públicos.

“Para nós, é mais importante que, na idade em que não são suficientemente independentes do ponto de vista financeiro, eles [os jovens] se acostumem a utilizar o produto e, em última instância, aspirem a se tonar assinantes pagos”, afirmou a vice-presidente executiva global da HBO Bernadette Aulestia.

E essa visão é compartilhada também pela Netflix. “Nós poderíamos bloquear [o compartilhamento de senha], mas você não transformaria de forma repentina todas essas pessoas em usuários pagos”, afirmou o diretor financeiro da empresa David Well em uma conferência no ano passado.