A popularização da internet pode ser considerada a maior revolução tecnológica dos últimos tempos. Em uma questão de 20 anos, a rede mundial de computadores deixou de estar restrita apenas a empresas e organizações governamentais e passou a ser carregada em nossos bolsos na forma de dispositivos móveis.

Praticamente tudo pode ser feito através da internet, incluindo diversos tipos de comunicação, trocas de arquivos, compras, acesso a informações diversas e muito mais. A rede mundial se tornou um centro de encontro entre pessoas através das redes sociais, que se popularizaram a partir dos anos 2000 e têm reunido cada vez mais o “movimento” da internet.

Nessas páginas, compartilhamos, além de nossas ideias, informações pessoais. É através delas que temos conversas privadas e expomos nossos gostos através de comunidades, grupos ou páginas. Esses dados não passam despercebidos pelas grandes companhias da internet, que os utilizam para aplicar publicidade de maneira mais direcionada aos usuários.

O Grande Irmão sabe de tudo

Sites de compras também armazenam dados bastante pessoais de quem usa a internet. Lá, você acaba informando endereço, números de documentos e até de cartão de crédito. Quem não toma muito cuidado pode ter a vida como um livro aberto na rede mundial, basta uma rápida procura na ferramenta de busca da Google. Trabalhos acadêmicos, listas de vestibular, registros jurídicos, muita coisa pode conter dados sobre você de maneira pública que qualquer um pode acessar.

Podem ser necessários meses até você conseguir encontrar e apagar tudo o que for possível

Assim, fizemos uma pesquisa em busca de algo que parece praticamente impossível: apagar completamente os rastros de uma pessoa na internet e desaparecer com ela por completo dos registros de sites e páginas diversas. Será que isso é possível? Spoiler: não. Mas existem diversas maneiras de minimizar a exposição de seus dados pessoais de modo que quase ninguém seja capaz de obter informações realmente importantes e que poderiam causar prejuízo de alguma forma para você.

Não pense que vai ser fácil! Esse processo exige bastante paciência e um tempo considerável, dependendo do quanto você utiliza a internet. Podem ser necessários meses até você conseguir encontrar e apagar tudo o que for possível.

Um passe de mágica?

Primeiramente, devemos lembrar que existem dois tipos de dados nossos que podem estar expostos na internet: aquele que nós mesmos, por algum motivo, deixamos vazar e aqueles que aparecem lá inseridos por terceiros. Isso significa que podemos apagar logins em sites de compras ou perfis de redes sociais, mas nunca vamos conseguir tirar do ar, por exemplo, uma lista de aprovados em vestibular na qual consta seu nome e seu número de RG.

A boa notícia é que as informações mais pessoais cuja exposição pode ser mais perigosa somos nós mesmos que fornecemos. Assim, o primeiro passo para tentar desaparecer da internet é apagando essas contas por aí.

Redes sociais e sites de compras

Se você quer começar pelo fácil, apague todos os seus perfis e as contas e todos os sites de compras e redes sociais possíveis. Tente não se esquecer dos serviços menos conhecidos: é muito fácil se lembrar do Facebook, do Twitter e das lojas online mais famosas. O desafio é apagar coisas como MySpace, Fotolog, Tumblr, Blogger etc. Tente recordar todos os lugares onde você já fez um cadastro para ter login.

Tente se lembrar daquela livrariazinha quase desconhecida onde você comprou um livro uma vez porque não havia mais em nenhum outro lugar

Faça a mesma coisa com o comércio eletrônico. Tente se lembrar daquela livrariazinha quase desconhecida onde você comprou um livro uma vez porque não encontrava mais em nenhum outro lugar. Mercado Livre, eBay, Amazon, desfaça todas as contas que você já usou. Geralmente, perfis podem ser deletados nas configurações dos sites. Caso tenha dificuldades, procure no Google “como deletar a conta no [nome do site]”, e você vai encontrar a resposta.

Uma ferramenta bastante prática nesse estágio é o Deseat.me, que apresenta uma lista com todos os seus perfis feitos através da conta do Google. Clique neste link para mais informações sobre como utilizá-la.

Outra plataforma legal que ajuda bastante a nos lembrarmos do que devemos apagar e ainda colabora diretamente nessa tarefa é o justdelete.me. Além disso, ela mostra para os usuários o nível de dificuldade que você vai encarar ao tentar deletar suas contas espalhadas por aí.

O que falam de você por aí

Um dos maiores problemas para conseguir sumir da internet é quando outras pessoas publicam informações que envolvem você. Nesse caso, removê-las exige tempo, paciência e sorte. É necessário entrar em contato com a pessoa e pedir para que ela remova o conteúdo caso não seja algo muito grave. Você precisa de um ótimo motivo para que uma publicação seja tirada do ar na internet, e isso leva tempo e gasta dinheiro (com advogados etc.).

Outro problema que geralmente aparece são publicações feitas por órgãos oficiais ou instituições e que acabam botando o seu nome em publicações que o Google encontra

Outro problema que geralmente aparece são publicações feitas por órgãos oficiais ou instituições e que acabam botando o seu nome em publicações que o Google encontra. Listas de vestibular ou editais de concurso e publicações judiciais que podem conter seus dados, por exemplo, vão obrigatoriamente expor o seu nome e não há muito o que fazer. Pelo menos esse tipo de informação não carrega nada muito importante que possa prejudicá-lo de alguma maneira.

Gastando uma grana

Muitas de suas informações podem já ter sido reunidas por companhias que coletam dados de pessoas na internet. Serviços como o Spokeo, o Whitepages.com e o PeopleFinder, por exemplo, podem ser usados para agregar informações sobre usuários da internet e podem ser consultados livremente.

Apesar de eles não serem tão eficazes assim, é sempre bom verificar se existe alguma coisa registrada lá. Para remover esse tipo de informação, você deve acessar alguns sites (DeleteMe, Abine.com) que fazem todo o trâmite burocrático para você mediante o pagamento de uma assinatura que pode ser um pouquinho cara. Cabe a você colocar na balança e ver o que vale mais: o seu rico dinheirinho ou a privacidade que quer alcançar na internet.

Sem lenço e sem documento

Após apagar todas as suas contas em redes sociais, lojas online, fóruns, sites de jogos e tudo mais e de verificar se suas informações se encontram em sites de coleta de dados, você deve começar o trabalho duro de fazer os pedidos formais para que registros pessoais seus sejam apagados. Essa é a pior parte, a que dá mais trabalho e leva mais tempo, pois é necessário entrar em contato com donos de domínios e páginas e conversar bastante.

A Google disponibiliza uma ferramenta que permite o usuário informar sobre um conteúdo que ele acha que deve ser removido

A Google disponibiliza uma ferramenta que permite o usuário informar sobre um conteúdo que ele acha que deve ser removido – nesse caso, seus dados pessoais. Através dela, você indica em qual plataforma da empresa se encontram as informações e o processo de remoção, caso aprovado, é iniciado.

Resultados de busca obsoletos no Google ainda podem conter dados que você gostaria de apagar. É possível enviar os endereços dessas páginas para o Google ou o Bing de maneira prática, preenchendo um formulário para que o conteúdo seja removido da ferramenta de procura.

Finalizando

A última etapa desse processo demorado e doloroso pelo menos é bem simples: deletar suas contas de email. Apague tudo, todos os endereços que você ter e que não estão mais tão ativos assim. Acabando com eles – e feito tudo que já foi mencionado –, você vai estar praticamente livre de rastros na internet, mais ou menos 95% sumido.

O processo todo é bastante cansativo e trabalhoso, mas se você acha perigoso manter informações pessoais publicadas na internet, é a única maneira de se livrar desses rastros que ficam quase que inevitavelmente na rede se você utiliza pelo menos um pouco dos serviços online.

Como as coisas estão cada vez mais conectadas, principalmente com o conceito de Internet das Coisas, é provável que nossos dados sejam cada vez mais expostos. Portanto, quanto mais cuidado para não deixar rastros por aí, melhor.