A HTC está passando por uma fase difícil. Além de estar acumulando prejuízos por não emplacar um produto forte comercialmente há algum tempo, ela precisa enfrentar a concorrência pesada de outras empresas, como a Samsung.

Para piorar a situação, a HTC não está conseguindo receber os componentes eletrônicos necessários para a construção do seu novo smartphone — não por esses itens estarem em falta no mercado, mas simplesmente porque as fabricantes não estão mais considerando a HTC como uma das empresas de “primeira linha”, ou seja, elas preferem priorizar os pedidos de players maiores.

Falta de componentes

O jornal The Wall Street Journal conversou com uma fonte anônima ligada à HTC que afirmou que “a empresa está tendo dificuldade para garantir componentes adequados para a câmera do aparelho porque não é mais uma empresa de primeira linha”.

Esse é um grande problema para a companhia, já que a qualidade da câmera do aparelho deveria ser um de seus principais diferenciais. A HTC também está enfrentando dificuldades para conseguir montar a carcaça de alumínio do HTC One.

Esses problemas mudaram a data de lançamento do aparelho para o final de março ou início de abril em alguns mercados.

Cupons de desconto TecMundo: