Os computadores pessoais fazem parte do dia a dia de boa parte da população mundial já há pelo menos duas décadas. Contudo, quando o assunto é tecnologia, algumas discussões pontuais nunca saem de moda. É o caso das vantagens e desvantagens de se manter o PC ligado ou desligado quando você não o está utilizando.

O hardware mudou drasticamente nos últimos anos, trazendo uma evolução absurda para os computadores, cada vez mais velozes e capazes de armazenar milhares de gigabytes de informação. Por sua vez, os sistemas operacionais não ficaram para trás e também se mostram cada vez mais rápidos e inteligentes.

Tome cuidado ao desligar o seu computador!

(fonte da imagem: iStock)

Mesmo assim, se analisarmos esses dois tópicos (tanto o hardware como o software), é possível perceber como o assunto sempre mostrou os seus prós e contras a favor de se manter o PC ligado ou não. Mas, nos dias de hoje, com tanta evolução envolvida, será que ainda há alguma razão para desligarmos os PCs diariamente?  

Desligo ou não?

Ao que tudo indica, a melhor resposta para essa pergunta se resume à somente uma palavra: depende! Não, nós não ficamos “em cima do muro” e vamos explicar o porquê. O fato é que, mesmo com todas as melhorias na tecnologia dos PCs, ainda existem muitas variáveis que interferem nessa questão, como tipo de HD, se você quer economizar energia ou qual o uso que você faz do computador.

Por isso, para responder a esta pergunta, vamos trazer alguns pontos positivos e negativos para cada uma das situações, tudo para você ter uma ideia de quando deve ou não desligar a sua máquina. Confira.

Quero manter ligado

Hibernação e suspensão

Para muitas pessoas, utilizar as funções de “Hibernação” e “Suspensão” do sistema operacional já é suficiente para dar um descanso ao computador. Ambas desligam somente alguns processos ou partes do PC, algo que representa certa economia de energia e também mais segurança para os dados. De quebra, ainda pode garantir uma inicialização bem mais rápida (muito útil caso haja um pico de luz e seu PC seja desligado, por exemplo).

O modo “Hibernar”, do Windows, é mais indicado para os notebooks. Por meio da ferramenta, o SO cria uma espécie de imagem de tudo o que está rodando no sistema, algo que trabalha como uma verdadeira cópia do que está sendo processado na memória RAM. A ideia é permitir um rápido reinício quando você realizar intervalos de uso ao mandar que o PC hiberne.

Já o “Suspender” (ou “Repouso”, no Mac) desliga várias partes do hardware do aparelho, como o monitor, o HD e, em alguns casos, também diminui o consumo de energia do processador e da placa de vídeo. Dessa forma, ele fica, como o nome mesmo já diz, suspenso, mantendo-se em funcionamento parcial, economizando energia, mas ligado.

Evitar o desgaste do hardware

Alguns técnicos de hardware e desenvolvedores acreditam que se você ligar e desligar o PC constantemente pode acabar acelerando o desgaste de algumas peças da máquina. Isso se daria pelo fato de que o processador, por exemplo, esquenta durante o uso – e esse calor faz com que ele tenha o seu tamanho físico expandido. Com o computador desligado, o resfriamento permite que a peça volte ao seu tamanho original.

Cuide bem do seu computador!

Esquenta e esfria do CPU pode acabar o prejudicando (fonte da imagem: iStock)

Essa mudança constante no formato da CPU poderia prejudicar soldas e componentes, resultando em estragos na peça. Com o disco rígido o processo seria o mesmo, com o surgimento de problemas de leitura cada vez mais frequentes nos drives.

Não preciso reabrir todos os programas

Outro ponto positivo para quem não quer desligar o computador é que assim você pode economizar tempo. Com ele sempre em funcionamento, todos os seus programas, sites e documentos também permanecem em atividade. Dessa forma, você só precisa sentar à mesa e começar a utilizar o que quiser, sem ter que esperar processos de carregamento e realizar login nos mais diversos serviços.

Posso realizar outras atividades

Deixar o PC ligado enquanto você dorme ou está fora de casa permite a realização de várias outras atividades. Você é capaz de configurar a sua webcam para trabalhar como uma câmera de segurança, por exemplo.

uTorrent: como acelerar ainda mais os seus downloads

uTorrent é um dos softwares mais usados para o download de arquivos (Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki)

Também é possível garantir o acesso às suas informações por meio do acesso remoto à máquina caso esteja em algum outro lugar. Além disso, quem realiza downloads pode aproveitar os momentos em que não está usando o PC para baixar tudo o que desejar, isso, é claro, dedicando toda a banda de internet disponível.

Meu PC não vai ficar mais lento

Como dito acima, os computadores evoluíram drasticamente. Isso significa que há muito poder de processamento disponível – e também uma boa quantidade de RAM para você utilizar. Dessa forma, com quatro, seis, oito gigabytes de RAM instalados na máquina, o acúmulo de atividades armazenadas na memória ao mesmo tempo pode não prejudicar o uso do PC.

Junto a isso, a evolução dos sistemas operacionais e os seus processos de gerenciamento de cache mais apurados permitem que haja uma espécie de “limpeza automática”, algo que ajudaria na eliminação de processos “dispensáveis” durante o tempo em que o computador permanece ligado.

Prefiro desligar

SSD: ligando em um piscar de olhos

Se você tem um computador novo e já conta com algum drive SSD, sabe que desligar o PC e ter que reiniciá-lo não é nenhum problema, pois a tecnologia tornou esse processo muito mais ágil. Há máquinas com o Windows 8, por exemplo, que são capazes de iniciar o sistema em menos de 3 segundos.

Limpar arquivos temporários

Apesar de os novos SOs gerenciarem bem o cache e o uso da memória RAM, a maioria dos especialistas concorda que desligar o PC é a melhor maneira de “zerá-lo”. Quando você faz isso, há toda uma limpeza de arquivos temporários. Aplicações de fundo e outros processos que acabariam causando lentidão ao computador também são encerrados.

Elimine os arquivos acumulados durante o dia (Fonte da imagem: Reprodução/Windows)

Computadores com sistemas operacionais preparados para trabalhar como servidores, por exemplo, resistem meses sem serem reiniciados, mas aí há grandes diferenças no hardware e no software.

Já máquinas com vários gigabytes de memória RAM podem resistir até semanas sem um desligamento, contudo a tendência é que acumulem processos, e, consequentemente, acabem ficando cada vez mais lentas. Aí, dar um descanso e deixar o PC desligado por uma noite, pode fazer uma grande diferença.

O barulho não me deixa dormir

Quem tem uma máquina pesada, em especial os amantes dos jogos ou quem trabalha com edição de fotos e vídeos, sabe que tais computadores contam com um hardware mais potente – e consequentemente com um número maior de ventoinhas.

Isso significa que há também muito mais barulho quando o PC está ligado, esteja você utilizando-o ou não. Em casos como esses, eliminar o incômodo daquele incessante “vrrrr” desligando a máquina é sempre uma boa pedida.

Economizando energia

Como dito acima, as funções de “Hibernação” e “Repouso” conseguem ajudar na economia de energia desativando determinados processos “gastões”, como o monitor ou o funcionamento do HD. Contudo, nada se compara ao fato de você desligar totalmente a sua máquina, cortando todo e qualquer consumo de energia.

 

Procure não interromper a alimentação do seu computador abruptamente!

(fonte da imagem: iStock)

Nessas horas, é indicado inclusive que você tire o seu computador (e o estabilizador, caso haja algum) da tomada, evitando que qualquer tipo de corrente elétrica esteja em contato com o seu PC. Pode parecer algo mesquinho para algumas pessoas, mas, no final do ano, isso pode representar uma grande economia na conta de luz.

Discussões paralelas

Como visto, há diferentes prós e contras na hora de se desligar ou não o PC – e isso depende do uso que você faz da sua máquina. Há, contudo, várias discussões paralelas ao assunto, como o fato de que alguns usuários acreditam que os computadores com sistemas Linux ou OS X tendem a funcionar melhor durante períodos longos, por exemplo.

Como desligar o computador automaticamente após terminar um download(Fonte da imagem: iStock)

Mas isso não pode ser afirmado com certeza. Novamente, o que conta mesmo é o que você faz no PC, quais programas utiliza e qual é a configuração da sua máquina – e não o trabalho realizado pelo sistema operacional no gerenciamento de cache ou as diferenças entre os tipos de Kernell.

Com os notebooks também é preciso realizar um julgamento um pouco diferenciado, afinal de contas, eles são levados para todos os cantos e precisam ter a bateria mais bem administrada. Para os portáteis, utilizar bem a função “Hibernar”, por exemplo, pode ser fundamental para que você não perca suas informações quando estiver longe de uma tomada. Além disso, o seu hardware é mais frágil e demanda mais cuidado, principalmente com o aquecimento da CPU e o desgaste do HD, por isso é importante pensar se vale a pena deixar o notebook ligado na tomada a noite toda.

Cupons de desconto TecMundo: