(Fonte da imagem: Reprodução/Vivendi)

Contrariando rumores de que a Vivendi estaria prestes a vender a Activision Blizzard, fontes ligadas à gigante francesa afirmam que ela está disposta a se livrar de outra de suas posses: a brasileira Global Village Telecom (GVT). A expectativa é que o negócio possa render até US$ 10,42 bilhões ao grupo, o que ajudaria na valorização de suas ações.

A decisão de vender a empresa de telecomunicações teria ocorrido devido à falta de interessados em adquirir o gigantesco estúdio de games controlado pela Vivendi. A GVT foi adquirida pelo grupo em 2009 por US$ 2,9 bilhões, em uma proposta que pagou R$ 56 por cada ação da empresa — negócio que também interessava à Telefonica, que considerava a compra essencial para sua estratégia no território brasileiro.

Entre os compradores em potencial estão a Oi e a Telecom Italia, através de sua unidade brasileira representada pela TIM. A America Movil, de Carlos Slim, também poderia estar interessada na negociação, embora isso possa gerar alguns conflitos relacionados à regulamentação das telecomunicações em território nacional.

“Dado o potencial da banda-larga (no Brasil), há muito valor em longo prazo para esses investidores”, afirmou um bancário ligado ao setor à Reuters. Até o momento, a GVT não fez qualquer comunicado sobre o assunto e a Activision não pôde ser contatada. Em um comunicado enviado à imprensa, a Vivendi se limitou a afirmar que tem a política de não se pronunciar em relação a rumores envolvendo qualquer uma de suas atividades.

Fonte: Reuters

Cupons de desconto TecMundo: