Usar a Fusion é como usar seis câmeras comuns da GoPro reunidas em apenas um aparelho

Não é só o Facebook que está de olho no mercado de câmeras em 360 graus, que realizam filmagens em todas as direções simultaneamente e oferecem uma experiência de imersão sem igual. A GoPro também está interessada nessa categoria e pretende lançar comercialmente uma tiragem limitada de seu dispositivo chamado Fusion até o fim de 2017.

A Fusion é capaz de capturar imagens com resolução de 5,2K em formato específico para realidade virtual, em formato esférico, ou fotos normais mesmo. Segundo Nicholas Woodman, CEO e fundador da GoPro, usar a Fusion é como usar seis câmeras comuns da GoPro reunidas em apenas um aparelho. O dispositivo foi prometido pelo CEO na CES 2016, mas ainda não havia dado as caras para o público.

Pensando grande

O foco da câmera 260 da GoPro, assim como o de outras marcas, são agências, empresas e companhias interessadas em explorar o potencial da Fusion comercialmente. Com o aumento do número de dispositivos de realidade virtual, certamente não faltarão clientes para essas câmeras que produzem imagens cilíndricas vistas de dentro, como podemos ver no vídeo feito pela GoPro que mostra o potencial da Fusion.

A empresa ressalta o recurso chamado 'OverCapture', capaz de extrair imagens em altíssima resolução a partir da gravação em 5,2K da câmera

As imagens são impressionantes e possuem uma qualidade que certamente vai permitir que a Fusion concorra com equipamentos como o Samsung Gear 360 e a Nikon KeyMission 360, sem contar o dispositivo que o Facebook pretende lançar em breve, apresentado na F8 nesta semana.

É interessante ressaltar que a GoPro evitou ao máximo definir a Fusion como uma câmera 360 graus. Nesse caso, a empresa ressalta o recurso chamado “OverCapture”, capaz de extrair imagens em altíssima resolução a partir da gravação em 5,2K da câmera. Mais detalhes ainda devem ser divulgados pela GoPro durante o ano, como outras especificações da Fusion, data exata de lançamento e, claro, seu valor.