Por meio de uma publicação no blog da companhia, o CEO do Bump, David Lieb, anunciou que a startup foi adquirida pela Google. Com isso, a Gigante das Buscas compra também todas as tecnologias de transferências de arquivos entre dispositivos utilizadas no aplicativo Bump.

Enquanto isso não parece tão surpreendente à primeira vista, o grande diferencial do Bump é que ele não precisa recorrer à tecnologia NFC (Near-Field-Communication), utilizada normalmente para esse tipo de transferência.

Em vez disso, o aplicativo funciona em dois passos. No caso, o aplicativo instalado nos dispositivos dos usuários utiliza os sensores do telefone para sentir a pequena batida utilizada para ativar a transferência dos arquivos para a nuvem. A partir daí, um algoritmo cuida de monitorar todas as batidas sofridas pelos telefones ao redor do mundo e junta os pares que receberam a mesma batida simultaneamente – trocando as informações.

O aplicativo conseguiu atingir a marca de 60 milhões de downloads em 2011, mas nunca conseguiu ir muito além dessa marca posteriormente. Os seus desenvolvedores lançaram em julho do ano passado o Flock – um serviço de compartilhamento de fotos entre grupos –, mas a iniciativa também não se mostrou muito popular.

A venda para a Google foi realizada após uma transação que rendeu pouco menos de US$ 20 milhões à companhia (cerca de R$ 45 milhões, de acordo com a cotação atual). De acordo com o anúncio feito por Lieb, tanto o Bump quanto o Flock continuarão operando por enquanto. Enquanto isso, provavelmente a Google deverá incorporar elementos dos dois aplicativos aos seus smartphones e sistemas operacionais.

Cupons de desconto TecMundo: