Google Maps agora tem renderização via GPU com OpenGL

1 min de leitura
Imagem de: Google Maps agora tem renderização via GPU com OpenGL
Avatar do autor

MapsGL ativado (Fonte da imagem: Divulgação Google)

A Google iniciou os testes de um novo recurso que pode deixar a experiência visual no Maps muito mais rápida e dinâmica. A novidade, que levou o nome de “MapsGL”, está em testes desde a última sexta-feira (14 de outubro), mas apenas para o versão estadunidense do site de mapas da empresa.

Como o nome sugere, o MapsGL usa recursos de renderização no processador gráfico para deixar os zooms, rotações e posicionamento mais rápidos, desde que o seu computador tenha uma boa placa de vídeo com suporte ao OpenGL.

Por enquanto, a novidade só está disponível na versão norte-americana do Google Maps (sem o ".br" no final), mas você já pode ir testando assim mesmo. Para isso, basta a acessar o site e habilitar o botão “Want to try something new?”, no canto inferior esquerdo da janela.

A ferramenta vai procurar pelos drivers de vídeo do seu computador e informar se a sua máquina tem plena compatibilidade com o recurso. Você ainda pode ligar e testar a novidade mesmo que o seu hardware não ofereça todo o suporte necessário, mas os resultados podem não ser melhores do que os da versão padrão do Google Maps.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Google Maps agora tem renderização via GPU com OpenGL