(Fonte da imagem: Reprodução/Google Glass)

Embora atualmente somente 10 mil pessoas tenham a oportunidade de testar o Google Glass (graças ao programa Explorers), esse número deve aumentar rapidamente em questão de pouco tempo. A Google abriu na última terça-feira (12) a inscrição pública em uma lista de consumidores que possuem interesse em adquirir os óculos inteligentes.

No entanto, vale notar que o registro não garante que os interessados realmente vão obter uma cópia do produto. Na prática, quem se cadastrar junto à empresa simplesmente vai ter certa prioridade em relação ao público em geral, que só deve poder colocar as mãos no gadget assim que ele for lançado comercialmente.

O cadastro, que se aplica somente a residentes dos Estados Unidos, permite escolher entre duas opções: comprar o Glass caso uma vaga no programa Explorer surja ou simplesmente receber informações sobre o desenvolvimento do produto. No entanto, quem mora no Canadá, no Reino Unido, na Austrália e em outros países nos quais o inglês é a língua nativa também podem se registrar para tentar obter o dispositivo — porém, não há qualquer garantia por parte da Google de que isso ocorra em breve.

Cupons de desconto TecMundo: