Glass tem ferramentas escondidas na manga. (Fonte da imagem: Divulgação/Google)

Quando o Google Glass foi anunciado e suas primeiras funcionalidades começaram a ser apresentadas pela empresa, todo mundo percebeu que atividades como navegar tradicionalmente pela internet não seriam possíveis. Ainda assim, você consegue fazer buscas na web e receber pequenos textos com as definições do que foi pesquisado.

Um tempo depois, com a distribuição dos produtos para os desenvolvedores, algumas funções “escondidas” foram encontradas. Quem revelou algumas dessas novidades foi o pessoal do GitHUbGist. Basicamente, é possível instalar um navegador web no aparelho, além de fazer com que os comandos de voz estejam sempre disponíveis e não apenas na tela inicial da interface. Fora isso, outras novidades que não chegaram com a versão oficial do software também foram listadas. Confira algumas interessantes.

Navegador web: provavelmente o que mais se esperava do Google Glass que ele não oferece. Entretanto, vasculhando o Labs do dispositivo, foi possível instalar uma versão do Chrome — provavelmente a compatível com Android — e ainda iniciar o app para navegar na internet. Contudo, como você vê no vídeo, logo que isso é feito, a interface do Glass pula na frente e fecha o navegador.

Comandos de voz o tempo todo: apesar de ele funcionar basicamente dessa forma, os comandos de voz não estão sempre disponíveis no Google Glass. Você precisa voltar à tela inicial do sistema para fazer isso. Contudo, dentro de ferramentas que recebem texto, você pode ditar normalmente alguma pesquisa ou mensagem. Para os comandos permanentes ficarem ativos, é preciso dizer “Ok Glass” em uma tela do Labs.

Comandos de voz podem ser usados nesse menu alternativo. (Fonte da imagem: Reprodução/Android Police)

Menu alternativo voz/toque: Junto com o “Ok Glass”, um menu alternativo ao tradicional do sistema pode aparecer quando você pesquisa coisas. É possível trocar de tela e ferramentas fazendo movimentos no touchpad e ativar o Hangouts, Chamadas e outros através de comandos de voz.

Piscar para fotografar: nos vídeos preliminares do Google Glass essa era uma função sobre a qual já se comentava. Você dava uma piscada para alguém enquanto tirava uma foto da pessoa. Contudo, com a disponibilização do produto, os desenvolvedores perceberam que a função não foi liberada. No fim das contas, descobriram que ela estava lá escondida, mas precisa ser calibrada para funcionar bem.

Você poderia piscar para tirar um foto, mas a Google não deixou. (Fonte da imagem: Reprodução/Android Police)

Estabilização de vídeos: isso era algo que deveria ser considerado fundamental em um aparelho como o Glass. Imagine você como devem ficar as imagens feitas com o aparelho que fica no seu rosto sem o menor “controle corretivo de balançadas” que conseguimos fazer com as mãos e ainda sem a estabilização automática. Para evitar isso, é preciso vasculhar o limbo do Labs, mas a função ainda não funciona direito, apenas está lá escondidinha.

Além dessas funções, uma série de outras novidades menos importantes também fora encontrada. Como elas ainda não estão prontas, mas já se fazem presentes no aparelho, é de se esperar que essas possam ser as próximas novidades que a Google vai apresentar para seu produto.

Cupons de desconto TecMundo: