Como já era previsto, o fim é iminente para o Adobe Flash e quem vai matá-lo aos poucos é a própria Google, que acaba de anunciar o bloqueio dos principais conteúdos com a tecnologia a partir do dia 1º de setembro.

Assim como o Firefox, o Google Chrome exibirá avisos nas páginas com itens que ainda funcionam com Flash, informando que o usuário pode ativar o plugin em casos isolados.

A ideia é bloquear o Adobe Flash completamente num futuro próximo, visando melhor performance do navegador e mais tempo de bateria nos notebooks.

A informação foi publicada pelo perfil oficial do AdWords no Google+. O bloqueio do Flash será exclusivamente no navegador da Google, mas isto pode impactar quem costuma usar os serviços do AdWords.

Segundo a postagem da Google, a maior parte dos anúncios do AdWords são convertidos automaticamente para a HTML5, mas quem ainda usa a tecnologia da Adobe deve ficar esperto com a nova postura da plataforma.

A empresa até ensina como realizar a conversão para o novo padrão e garantir que seus anúncios continuem a rodar normalmente. Além disso, há dicas de ferramentas da própria Google para criar os futuros anúncios diretamente em HTML5.

O que você acha do bloqueio do Flash no Google Chrome? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: