(Fonte da imagem: Divulgação/Chrome Blogcast)

Entre as práticas que mais colaboram para a difusão de malwares pela internet está o chamado “sequestro de navegadores”, que ocorre quando algumas barras de tarefas ou softwares disfarçados são instalados no computador, muitas vezes de forma acidental. Ciente do problema, a Google decidiu realizar alterações na versão Windows do Chrome para deixar seus usuários mais cientes sobre mudanças indevidas nas configurações do programa.

A partir de agora, o programa vai passar a exibir uma notificação sempre que houver qualquer mudança em suas opções realizadas por algum código externo. A notificação virá acompanhada pela opção de reiniciar o Chrome às suas configurações inicias — uma boa maneira de restaurar a página oficial do navegador ou remover a ação de complementos maliciosos, por exemplo.

A Google afirma que está ciente de que a opção não pode resolver todos os problemas gerados por softwares sequestradores, já que muitos deles tendem a se reinstalar automaticamente após a primeira tentativa de sequestro ser revertida. Caso isso ocorra, a companhia sugere entrar em contato direto com seus desenvolvedores através do fórum de ajuda do Google Chrome ou entrar diretamente nas configurações do programa para acionar o processo de restauração caso a nova janela não surja automaticamente.

Cupons de desconto TecMundo: