(Fonte da imagem: Reprodução/io9)

Se você é um grande fã de cinema ou apenas gosta de apreciar bons filmes, deve saber que uma grande produção está para estrear nos próximos dias — e nós estamos falando do já famoso Elysium, que conta com a participação do ator brasileiro Wagner Moura e parece ter efeitos especiais de tirar o fôlego.

É claro que você vai ter que esperar a estreia oficial do filme para poder conferir toda a história e o empenho que foi empregado na produção. No entanto, uma fonte internacional mostou detalhes do projeto que resultou em robôs, veículos e outros elementos tecnológicos incríveis — e é claro que o Tecmundo traz esses detalhes para você.

Dessa maneira, você pode conferir a galeria abaixo com diversas imagens de dispositivos que vão aparecer em Elysium. Além disso, alguns dos produtores do filme contaram a história por trás da concepção de todos os conceitos utilizados, mostrando que a produção contou com um grande esforço de equipe para levar elementos bacanas até a telona.

Ideias aos montes!

(Fonte da imagem: Reprodução/io9)

Em depoimento exclusivo para o site io9, o diretor de Elysium, Neill Blomkamp, falou sobre alguns planos que sofreram mudanças até que as filmagens realmente começassem acontecer. Para começar, o mercenário que vai caçar Matt Damon na história deveria ser um androide policial, mas a ideia foi vetada, fazendo com que ele voltasse a ser um humano.

O exoesqueleto que vai ser utilizado pelo personagem de Damon — que são aqueles “negócios” para fora do corpo dele — deveriam ser mais agressivos, atingindo os órgãos, substituindo todos ligamentos e articulações e deixando cicatrizes bem profundas. No entanto, o conceito foi refinado com elementos atuais (como pistões, por exemplo), deixando o resultado final mais suave.

Moradia difícil de fazer...

(Fonte da imagem: Reprodução/EmpireOnline)

Além de tudo isso, a estação espacial em que as pessoas de classe social alta vivem — a Elysium — não existia. No entanto, o artista Aaron Beck da empresa Weta entrou no projeto, possibilitando a criação de estruturas e ideias que prometiam ser boas, como armas e enormes veículos vindos do futuro e a própria estação.

O pessoal responsável pelo filme testou vários tipos de designs, levando em consideração até mesmo as formas que deram origens a carros, como o Ducati. No entanto, havia a grande preocupação de que a estrutura fictícia obedecesse às leis da física, sendo que eles contaram com a ajuda do pessoal da Universidade de Stanford para que isso pudesse acontecer.

Outro ponto alto da criação de Elysium é a entrada do artista Syd Mead no projeto. Ele alterou completamente a aparência que a estação espacial deveria ter, utilizando fotografias da cidade de Beverly Hills como base, de modo que a utilização de lagos e rios foram adicionadas para equilibrar toda a estrutura.

E os veículos?

(Fonte da imagem: Reprodução/io9)

Em praticamente todo filme futurista, um dos pontos altos é conferir as mudanças feitas em carros e a produção de naves. Neste caso, o maior desafio do diretor da produção foi conseguir criar o conceito certo de veículos. Para isso, foi necessário se basear em automóveis de luxo, sendo que até mesmo o especialista TyRuben Elligson foi chamado para orientar a “fabricação” dos designs certos.

Contudo, as naves precisam ser criadas de maneira digital, o que não agradou Blomkamp, já que ele queria um efeito de ação muito próximo da realidade. A solução foi contratar pilotos de helicópteros para realizar os movimentos necessários. Depois disso, bastou retirar os veículos reais dos frames e inseris os de “mentirinha”.

Se você curtiu saber um pouco mais sobre a história das criações de Elysium e ficou curioso, confira a galeria abaixo e veja algumas das ideias que foram utilizadas na produção. Em seguida, deixe o seu comentário dizendo se a sua vontade para conferir o filme aumentou!

Cupons de desconto TecMundo: