Cena do novo filme de Peter Jackson. (Fonte da imagem: Reprodução/Ultimosegundo)

Ao redor do mundo, a história do livro “O Senhor dos Anéis” conta com milhares de fãs, o que resultou em uma trilogia de filmes bastante bem-sucedida. Como a obra de J. R. R. Tolkien não termina com a saga do anel, mais um longa-metragem acaba de estrear nos cinemas estrangeiros — e é lógico que estamos falando de “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada”.

Apesar de essa ser uma produção muito aguardada e que prometeu um resultado excelente, a crítica internacional já começou a apontar os defeitos da película. A primeira “reclamação” é sobre a maneira como o diretor Peter Jackson foi fiel à história contada. Isso pode não parecer um defeito, mas o resultado foi um filme extremamente longo.

Por conta disso, o crítico Todd McCarthy, do The Hollywood Reporter, publicou uma avaliação em que ele deixa o exagero do diretor bem claro. Para isso, ele afirmou que o DVD do filme pode ter uma versão condensada de “O Hobbit” — e não uma estendida, como é o costume.

48 quadros por segundo? Isso pode ser ruim

Além da duração do filme, outros críticos também acharam a qualidade de imagem um grande exagero. Como muita gente já sabe, “O Hobbit” foi filmado em 48 quadros por segundo, enquanto as outras produções normalmente usam apenas metade dessa qualidade.

Segundo diversas fontes internacionais, o resultado foi um filme que parece com novelas em HD ou outras transmissões ruins. Além disso, a quantidade absurda de detalhes das imagens faz com que os personagens e os cenários pareçam realmente falsos — ou seja, parece que o tiro saiu pela culatra.

Mas o diretor se defendeu!

(Fonte da imagem: Reprodução/3news)

Para responder a essas críticas, o diretor Peter Jackson alegou que o enredo do filme vai agradar principalmente a quem realmente conhece e é fã das histórias de J. R. R. Tolkien — não que isso exclua outras pessoas das salas de cinema.

Em relação à qualidade de imagem, Jackson afirmou que os 48 quadros por segundo proporcionam uma experiência realmente diferente, como se a pessoa “entrasse” no filme. No entanto, é necessário algum tempo para se acostumar a uma qualidade tão diferente da normal.

...

É lógico que todas essas críticas são baseadas em observações de terceiros, ou seja, você vai precisar assistir ao filme para saber se eles têm razão. “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada” vai começar a ser exibido nos cinemas brasileiros a partir do dia 14 de dezembro.

Cupons de desconto TecMundo: