Depois que Hollywood conseguiu produzir um filme baseado no clássico jogo Batalha Naval (“Battleship – Batalha dos Mares”, de 2013, com direito a Rihanna e tudo mais), fica difícil dizer quais os limites na hora de explorar uma franquia em sua versão cinematográfica. Ou, pelo menos, ficava. Agora, dá para dizer que não deve existir limite algum, já que o longa-metragem de Tetris garantiu um orçamento de US$ 80 milhões – cerca de R$ 284 milhões – e deve começar suas gravações em 2017. Uau!

Como vem se tornando padrão na indústria do cinema, é um produtor chinês quem vai bancar a brincadeira nesse projeto conjunto entre China e EUA – que, mantendo a tradição desses tipos de acordo, deve trazer atores ocidentais e chineses. Para fazer as peças se encaixarem corretamente, o magnata oriental que encabeça a produção é Bruno Wu, que vai contar com o apoio de Larry Kasanoff para levar o filme adiante. O norte-americano tem uma certa experiência no ramo, com créditos em filmes como o live-action original de “Mortal Kombat”.

Esta não é uma foto do elenco do filme de Tetris.

Ambos já estariam envolvidos com a empreitada há algum tempo, com Wu falando sobre a pré-produção do projeto no final do ano passado e Kasanoff, em entrevista de 2014, prometendo transformar Tetris em – pasmem – um thriller épico de ficção científica. Consegue imaginar algo do tipo? Melhor começar a se preparar, já que a ideia é que o filme a ser rodado em território chinês no ano que vem pode ser apenas o primeiro capítulo de uma nova trilogia agendada para as telonas.

Acredite: pode dar certo

Ok, embora seja fácil rir de tudo isso em um primeiro instante, não dá para negar que filmes baseados em jogos estão ganhando bastante força nos últimos tempos, com marcas como Angry Birds, Warcraft e até Assassin’s Creed recebendo ou se preparando para receber suas versões de carne e osso – ou computação gráfica, no caso de passarinhos enfezados e orcs musculosos. Esse bom momento do segmento pode, por exemplo, alavancar iniciativas um pouco mais ousadas dos estúdios.

Dá para lembrar também que Hollywood já fez muito mais com roteiros tão rasos quanto o de Tetris, como aconteceu com a série “Piratas do Caribe”, baseada em um brinquedo da Disney e que se tornou uma das franquias mais rentáveis da história do cinema, ou mesmo “Transformers”, inspirada em brinquedos e desenhos animados. Hoje, os robôs transmorfos rendem milhões e têm produção quase completamente bancada pela China.

Hollywood já fez muito mais com roteiros tão rasos quanto o de Tetris, como aconteceu com a série ‘Piratas do Caribe’, baseada em um brinquedo da Disney e que se tornou uma das franquias mais rentáveis da história do cinema

Esses pontos podem não ser suficiente para garantir um bom filme de Tetris, mas indicam que é possível, sim, emplacar um longa-metragem que leva esse nome se a trama for minimamente interessante – e se não tentarem fazer algo como “Pixels”, claro. Será que o filme consegue limpar todas as linhas e pontuar com o público ou estamos diante de um Game Over certeiro como o do vídeo – feito por fãs – abaixo?

Qual seria o seu roteiro para um filme baseado no game clássico Tetris? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: