O Facebook está cada vez mais longe de ser apenas uma rede social — e o financiamento de séries produzidas por ele mesmo já é uma realidade. De acordo com a Bloomberg, a companhia de Mark Zuckerberg deve começar a lançar programas próprios até o fim deste ano.

Os primeiros contratos já estariam em fase final de negociação. Segundo o Hollywood Reporter, o reality show de resistência "Last State Standing" e a segunda temporada da comédia "Loosely Exacly Nicole" (que estreou na MTV) seriam as primeiras estreias.

Essas séries serão exibidas em uma nova aba de videos que ainda não existe na rede social. A ideia do Facebook, claro, é que você passe ainda mais tempo no site consumindo conteúdo — e que novos anunciantes sejam atraídos pelas séries.

O futuro é em vídeo

Serão dois formatos de programas originais no Facebook. O primeiro é uma série tradicional e cara, normalmente de uma grande produtora. O segundo é curto, barato e produzido por alguma companhia já especializada em internet, como a Vox Media ou o BuzzFeed.

Só que muitos executivos de lá ainda estão céticos quanto ao formato e não sabem se os anunciantes tradicionais da televisão vão mesmo comprar a ideia. E tem outro problema: as propagandas só começam depois de 90 segundos de exibição — e muita gente não aguenta ver tudo isso dentro da rede social.

Conseguir que as pessoas passem de 90 segundos de vídeo ainda é um problema

O YouTube tem sido o principal rival do Facebook nos últimos anos, quando o site passou a investir mais no player próprio. Recentemente, ele passou também a apostar nas lives, inclusive com celebridades pagas para utilizar o recurso.