Se antes apenas alguns poucos programas na televisão – como o saudoso “Mundo de Beakman” – faziam crianças e adultos realmente se interessarem por ciência e se divertirem com o assunto, hoje em dia, felizmente, a história é outra. Isso porque o YouTube permitiu o surgimento de diversos canais especializado no tema, que explicam conceitos complexos de um jeito descontraído. Esse é o caso do Physics Girl, que resolveu explicar campos magnéticos ao utilizar uma combinação de ferrofluido e bastões luminosos!

Apesar de o experimento render um resultado visualmente impressionante, com uma dança de cores e formas de dar inveja ao filtro de visualização do Windows Media Player, a mistureba vai além da brincadeira. Sendo uma espécie de óleo sintético recheado com milhões – ou bilhões – de nanopartículas de metal, o ferrofluido reage com bastante intensidade ao magnetismo ao seu redor. Basta aproximar um potinho com o material de um ímã, por exemplo, para que o conteúdo do recipiente assuma padrões intrincados ou se una em uma série de “espinhos”.

Isso acontece porque as partículas metálicas minúsculas que flutuam dentro do ferrofluido se reorganizam dentro do líquido para tentar seguir, da melhor forma possível, as linhas do campo magnético que faz efeito sobre elas. Os espetos, por assim dizer, são uma representação visual bastante clara desses caminhos e vão se espaçando ou multiplicando conforme você afasta ou aproxima o ímã. Os padrões que lembram obras abstratas, por sua vez, ocorrem quando o objeto é colocado em outros ângulos, mudando o sentido do campo magnético.

Geralmente, esses ingredientes bastam para que você possa conferir toda a movimentação a olho nu. Porém, como o ferrofluido é escuro, fica difícil apreciar todas as nuances e a beleza das formas criadas por ele e suas nanopartículas. Assim, a ideia de Dianna Cowern, criadora do canal Physics Girls, foi adicionar o conteúdo de um bastão luminoso – daqueles que fazem sucesso em festas de formatura e casamentos – à receita, ressaltando consideravelmente a interação de elementos. E aí, já conferiu o vídeo com o resultado no início da matéria?

Imaginava que a mistura de ferrofluido e bastões luminosos podia ser tão maluca? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: