Mais objetiva do que a E3, a Gamescom, que tipicamente ocorre todos os anos em agosto, na Alemanha, é o evento “mão na massa”, em que muitas das novidades anunciadas na E3 podem ser testadas. A edição deste ano do evento europeu acontece de 6 a 9 de agosto em Colônia e é organizada pela Koelnmesse em parceria com a Bundesverband Interaktive Unterhaltungssoftwaree V (não tente falar isso em voz alta).

A Gamescom reúne as maiores empresas de diversos setores da indústria de entretenimento interativo do mundo. Na última edição, em 2014, foram 703 empresas expositoras de 47 países e 335.000 visitantes de 88 países, que puderam testar pela primeira vez os principais lançamentos do mercado de games e computação. Neste ano, 770 expositores de 47 países estarão lá.

“A Gamescom é uma feira que envolve toda a indústria e o trade do mercado de games, com mais de 335 mil visitantes na última edição e índice de 98% de aprovação. Se destaca por também ser um empolgante espaço de lançamentos, shows tecnológicos, um laboratório de grandes novidades. O mundo inteiro se encontra para descobrir novos mundos na Gamescom”, explica Katharina Hamma, CEO da Koelnmesse.

Testes, demonstrações e anúncios

Em Colônia são feitos os principais anúncios de lançamentos das empresas desenvolvedoras sobre os jogos para o próximo ano, além de gameplays testados por jornalistas do mundo todo – inclusive do Brasil – e também por consumidores amantes de games.

É com grande expectativa que o mercado espera pela Gamescom. As grandes coletivas voltadas para o mercado europeu costumam trazer lançamentos que vão pautar os modismos da indústria, assim como os preços dos produtos e os debates sobre desenvolvimento de enredo e narrativa no design de jogos.

Brasil está na mira e terá coletiva própria no próximo dia 7

“Como grande mercado consumidor de games, o Brasil não pode ficar de fora desse megaevento. Tanto empresários do setor, para se atualizarem, quanto amantes de games, para conhecerem em primeira mão o que há de mais moderno no mundo digital”, ressalta Brena Bäumle, diretora da Bäumle Organização de Feiras e representante da Koelnmesse no Brasil.

A iniciativa tem como objetivo formar parcerias e fortalecer a presença do jornalismo de games brasileiro na cobertura de eventos internacionais. Tanto que haverá uma coletiva de imprensa da Gamescom por aqui no próximo dia 7, terça-feira, em São Paulo. Na ocasião, a Katharina C. Hamma, presidente do Conselho da Koelnmesse, e Brena Baümle, representante da Koelnmesse no Brasil, apresentarão os diferenciais da feira e seus expositores. O BJ estará presente na ocasião para conferir os detalhes de perto.

Recordes batidos: evento em ascensão

Na primeira fase de registros de expositores para 2015, novos recordes foram batidos, e a feira se mostra cada vez mais internacional. Até o momento já são quatro novos países, além dos 47 de 2014. Os destaques vão para China, França, Reino Unido, Canadá, Estados Unidos, Coreia, México e Taiwan, que terão pavilhões próprios na feira.

Alguns dos líderes internacionais de mercado e empresas conhecidas no setor de jogos de computador e vídeo estão com participação confirmada na edição de 2015: Bandai Namco, Bethesda, CI Games, Nuvem Imperium Games, Crytek, Deep Silver (Koch Media ), EA, Kalypso media, da Konami, Microsoft, Nintendo, o Oculus, Rondomedia, Ubisoft, V Gaming Pro, Warner Bros. online e Browser Games, fornecedores e jogos de desenvolvedores de aplicativos, tais como Aeria Games, Bigpoint e My.com.

Conforme mencionado, a feira acontece anualmente e é dividida em 12 setores com uma área focada em Business e outra voltada para a divulgação e entretenimento junto ao público final (consumidores/jogadores). Há ainda diversas atividades paralelas e espaços de interação, como a Conferência Gamescom Awards, o Prêmio Gamescom – o mais prestigiado e esperado do setor –, a Cosplay Village e o Gamescom City Festival, que acontece no centro de Colônia com vários shows e atrações extras para toda a comunidade.

Serviço

Gamescom 2015

Cupons de desconto TecMundo: