Já imaginou se você pudesse trocar uma prova final ou a necessidade de fazer um trabalho para passar em uma disciplina por determinadas quantidades de seguidores e compartilhamentos em redes sociais? Bem, é isso basicamente a proposta de Zhang Chunlin, professor da Universidade de Estudos Internacionais de Sichuan, localizada no sudoeste da China.

De acordo com a agência de notícias chinesa Xinhua, citada pela Agência EFE, o docente leciona o curso de "Comunidade Eletrônica e Internet de Sobrevivência" e resolveu inovar na sua forma de avaliação. Os alunos dessa disciplina podem solicitar a isenção de uma prova tradicional caso atinjam pelo menos uma destes três desafios no Weibo, que é como se fosse o Twitter chinês:

  • Conseguir mais de dois mil seguidores;
  • Fazer com que outros adeptos da rede social compartilhem uma de suas publicações mais de 50 vezes; ou
  • Obter pelo menos 20 comentários “informativos” de diferentes pessoas em uma de suas postagens.

A iniciativa de Zhang Chunlin gerou opiniões bastante controversas no país. Alguns acreditam que o método de avaliação torna mais fácil os estudantes escaparem das temidas “provas finais”. Em contrapartida, muita gente acha que esse esquema tem tudo a ver com a disciplina e é uma forma de testar o que os alunos aprenderam em sala na prática. E para você, essa maneira de passar em uma matéria é válida?

Cupons de desconto TecMundo: