Na quinta-feira (5), a Google recebeu em sua sede na cidade de São Paulo representantes da imprensa e de mais de 80 instituições brasileiras de ensino superior de todo o Brasil para falar sobre os benefícios da plataforma Google for Education. Na ocasião, a empresa de Mountain View apresentou os benefícios proporcionados por suas ferramentas.

Escolas e universidades inscritas ganham acesso a versões ilimitadas do pacote educacional de apps da Gigante das Buscas – incluindo o Drive, Gmail, Calendário e Docs, entre outros – e podem renovar seus métodos de ensino e avaliação por meio de softwares colaborativos e da versatilidade dos Chromebooks. Além disso, torna-se possível transformar notebooks, tablets e smartphones, presentes na vida de todos os alunos, em instrumentos de aprendizado.

Um dos recursos mais interessantes do pacote Google Apps for Education é o software Sala de Aula, que une professores e alunos para facilitar a comunicação da turma, e criar uma forma simples de compartilhar e corrigir tarefas e materiais úteis para o ensino. Somando-se a isso, programas como o Documentos, Planilhas e Slides, entre outros, permite que os estudantes façam seus trabalhos de forma colaborativa – e tudo por ser salvo no Drive com espaço ilimitado.

A plataforma também possibilita a utilização do domínio próprio das instituições de ensino dentro da interface do Gmail, contando com a organização e o sistema anti-spam da Google. Por fim, também é possível fazer aulas à distância por meio do Hangouts e arquivar emails e conversas salvas no Vault.

Todo mundo ganha

Durante o evento, a Google recebeu representantes de universidades e outras entidades educacionais que passaram a utilizar os recursos da Gigante das Buscas. Segundo o diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), José Otávio Costa Auler Júnior, as novidades trouxeram soluções práticas para problemas que os alunos enfrentavam há anos ao mesmo tempo em que facilitaram a vida até de professores com dificuldades para lidar com tecnologia.

Segundo o responsável pelos sistemas de TI da Univates, do Rio Grande do Sul, a implantação das ferramentas do Google for Education envolveu alguns gastos com a melhoria da infraestrutura de WiFi do campus, entre outros investimentos. No entanto, a adoção da novidade resultou em 75% de redução de custos com armazenamento e servidores e 78% menos gastos com licenças.

O Google for Education está disponível gratuitamente no Brasil e não se limita a faculdades e universidades, podendo também ser aplicado para levar novos recursos tecnológicos para escolas comuns. Caso você seja um membro de corpo docente ou um aluno disposto a apresentar essa possibilidade para algum responsável por uma instituição de ensino, é possível se inscrever para falar com um especialista da Google clicando aqui.

Sua escola ou universidade usa as ferramentas do Google for Education? Comente no Fórum do TecMundo