Mesmo com várias mudanças de paradigma, aprimoramentos tecnológicos e algumas previsões negativas quanto à sua relevância, fato é que a E3 continua sendo o evento de games mais relevante da atualidade. Embora algumas empresas, como a Electronic Arts e a Nintendo, tenham decidido se afastar um pouco da conferência, ela continua a concentrar alguns dos maiores anúncios desse meio de entretenimento.

A importância da E3 não vem tanto de seu tamanho (a Gamescom, na Alemanha, tem um público muito maior), mas sim pelas revelações bombásticas que ela concentra. A importância da feira é tanta que sua cobertura não fica restrita aos veículos especializados, também chamando a atenção de meios jornalísticos que não costumam dar muita importância aos games.

Dessa forma, é comum que as expectativas relacionadas aos eventos estejam nas alturas. Entre rumores e certezas, este ano a feira tecnológica deve apresentar grandes novidades que vamos aproveitar no final de 2016 e nos próximos anos, incluindo alguns anúncios que podem mudar bastante a cara do mercado.

Neste artigo, reunimos algumas das principais novidades que você pode esperar das três grandes empresas desse mercado (Sony, Nintendo e Microsoft) e de nomes de peso como Ubisoft, Electronic Arts e Bethesda. Vale notar que, com a proximidade da E3, muitas informações inéditas ainda devem surgir nos próximos dias — caso veja que deixamos alguma delas de lado, aproveite para compartilhá-la em nossa seção de comentários.

Nintendo

Apostando cada vez mais em suas transmissões Direct, a Nintendo deve ter uma presença um tanto discreta na E3 deste ano. Mesmo que o NX já tenha data de lançamento confirmada, a empresa não vai exibir detalhes do novo console e vai ter foco quase exclusivo no novo capítulo da série The Legend of Zelda.

O novo Zelda é a peça central do espaço ocupado pela Nintendo

Embora tenha confirmado que esse deve ser o único título jogável oferecido aos visitantes do evento, a companhia também deve aproveitar para mostrar novos materiais de alguns jogos já anunciados anteriormente. No entanto, não é possível afirmar com total certeza quais games devem aparecer, vista a imprevisibilidade da companhia japonesa.

É pouco provável que a fabricante mostre detalhes de seus novos projetos mobile

No campo dos portáteis, o destaque deve ir para os novos capítulos da franquia Pokémon, que ganha fôlego renovado com Moon e Sun, programados para o final deste ano. É pouco provável que a fabricante mostre mais detalhes de seus novos projetos para o ambiente mobile, embora não seja possível descartar totalmente a possibilidade de que isso ocorra.

Em resumo, a Nintendo está planejando uma atuação bastante discreta e segura na E3 deste ano. Embora a companhia não seja estranha a revelações surpreendentes, é melhor controlar suas expectativas caso você seja um dono do Wii U ou de alguma das variações do Nintendo 3DS.

Sony

A Sony vai ter dificuldades em superar sua apresentação da E3 de 2015. Em questão de poucos minutos, a empresa revelou detalhes sobre um remake de Final Fantasy VII, divulgou novos materiais de The Last Guardian e ajudou a promover o Kickstarter que deu início ao desenvolvimento de Shenmue 3.

Uma maneira de a empresa conseguir prender a atenção do público é fazer o anúncio oficial do PlayStation 4 Neo (ou 4K). Ainda repleto de mistérios, o novo hardware deve reproduzir jogos com um desempenho aprimorado e trazer suporte à resolução 4K — características interessantes, mas que podem acabar dividindo sua base de usuários.

Muitos fãs esperam pela volta de Crash Bandicoot

No que diz respeito aos jogos, há grandes expectativas de que a companhia revele um novo capítulo da série Crash Bandicoot. Apesar de a franquia ter passado para as mãos da Activision há alguns anos, uma breve aparição do personagem em Uncharted 4 reacendeu os rumores de que a Sony pode ter adquirido os direitos sobre ela.

A companhia japonesa também deve revelar mais detalhes de títulos como Final Fantasy XV e o remake de Final Fantasy VII, além de apresentar atualizações sobre o desenvolvimento de The Last Guardian, Horizon Zero Dawn e Shenmue 3. Também está garantido pelo menos um segmento totalmente dedicado a apresentar novidades sobre Call of Duty: Infinite Warfare, que vai ter conteúdos temporariamente exclusivos ao PlayStation 4.

A Sony também deve anunciar alguns projetos inéditos totalmente desconhecidos do grande público

A fabricante também deve revelar mais jogos para o PlayStation VR, acessório que chega às lojas no final de 2016. Levando em consideração sua atuação em anos anteriores, a Sony também deve anunciar alguns projetos inéditos totalmente desconhecidos do grande público, muitos deles exclusivos a suas plataformas.

Microsoft

Também envolta em rumores que indicam que um novo console “está no forno”, a Microsoft pode apostar em uma postura mais tradicional nesta E3. Em vez de mostrar uma versão mais poderosa de sua plataforma, a companhia deve apresentar um novo modelo mais compacto e barato do dispositivo já disponível no mercado.

Gears of War 4 é forte candidato a ganhar uma versão para PC

As melhorias de hardware da nova versão devem ser mais discretas, incluindo o suporte à reprodução de vídeos em 4K e um disco rígido com capacidade total de 2 TB. A companhia também deve apostar em novas tecnologias de streaming, incluindo um pequeno acessório que vai permitir distribuir as imagens do video game para diversas TVs dentro da mesma casa.

A empresa também deve dedicar espaço a seus planos envolvendo o Windows 10

A empresa também deve dedicar espaço a seus planos envolvendo o Windows 10 e a unificação da plataforma Xbox com o PC. Não vai ser nenhuma surpresa se acontecer o anúncio da versão PC de Gears of War 4 e de um novo Forza compatível tanto com computadores quanto com a plataforma de mesa.

Também há fortes indícios de que Halo Wars 2 deve aparecer durante a apresentação e ganhar um segmento generoso dedicado a apresentar todas as suas novidades. Por fim, ainda há a expectativa de que a Rare mostre mais de seus novos projetos e que algum título exclusivo de peso seja revelado.

Ubisoft

Enquanto empresas como a Activision e a Electronic Arts decidiram diminuir sua presença direta na E3, a Ubisoft continua apostando em uma conferência própria. O carro-chefe da companhia para este ano deve ser Watch Dogs 2, sequência que possivelmente ocupará o espaço deixado por Assassin’s Creed, que este ano não vai ter nenhuma iteração no mundo dos games.

Watch Dogs 2 deve ser uma das principais apostar da Ubisoft em 2016

A companhia também promete revelar ao menos uma propriedade intelectual inédita, que deve entregar sistemas baseados no mundo online e uma série de conteúdos adicionais disponibilizados de posteriormente. Há chances de que o anúncio oficial ocorra até mesmo antes do evento na forma de um pequeno teaser cujo objetivo deve ser chamar atenção para a apresentação.

Além disso, estão confirmadas as presenças de Tom Clancy’s Ghost Recon Wildlands, South Park: The Fractured But Whole, For Honor, um novo capítulo da franquia Just Dance e um provável game inédito com os infames Rabbids. No campo dos DLCs, é grande a probabilidade de que a empresa apresente ao menos os primeiros conteúdos adicionais pagos para o sucesso The Division.

No campo das especulações, há quem aposte no surgimento de novos capítulos para as franquias Rayman e Splinter Cell, que estão sem novidades há algum tempo. Há também quem acredite que Beyond Good & Evil 2 pode dar as caras após anos sem nenhuma grande novidade.

Activision e Electronic Arts

Em 2016, a E3 vai estar um pouco mais pobre no que diz respeito a grandes third parties focadas em jogos triplo A. Isso porque tanto a Electronic Arts quanto a Activision decidiram não estar presentes na feira de forma individual, o que significa que vai caber às suas parceiras trazer os jogos de seus catálogos.

Para compensar sua ausência no evento, a EA promove a feira Play em Los Angeles e Londres, na qual o público vai poder jogar Battlefield 1 e outras novidades. A companhia deve apresentar novos detalhes de Titanfall 2, Mass Effect Andromeda, FIFA 17 e outros jogos de sua linha esportiva.

A sequência de Titanfall deve ser um dos destaques da E3

Enquanto Need for Speed vai tirar um ano “de folga”, podemos esperar grandes novidades sobre o projeto de Star Wars desenvolvido pela Visceral Games e novos DLCs para Star Wars Battlefront. Apesar de a DICE já ter confirmado uma nova versão do FPS baseado na franquia, provavelmente não veremos mais detalhes sobre ele este ano.

A Activision deve manter o curso de anos anteriores e apostar nas coletivas da Sony e da Microsoft

Já a Activision deve manter o curso de anos anteriores e apostar nas coletivas da Sony e da Microsoft para promover seus lançamentos. Além do já confirmado Call of Duty: Infinite Warfare, a companhia provavelmente vai aproveitar para revelar mais detalhes sobre o que guarda o futuro de Destiny.

A companhia pode usar o espaço oferecido por suas parceiras para oferecer uma nova geração de Skylanders, e há chhances de que ele se beneficie do fim da série Infinity da Disney para ganhar espaço. Infelizmente, são poucas as chances de que a Blizzard, parte da companhia, surja com alguma grande novidade durante a edição deste ano da feira.

2K Games

Agora que Battleborn foi lançado, a 2K Games deve dedicar bastante atenção à promoção de Mafia 3 e do vindouro Civilization 6. Embora a Rockstar tradicionalmente se mantenha longe da E3, o evento seria o palco perfeito para a revelação da aguardada sequência da série Red Dead Redemption ou de algum DLC com histórias complementares para Grand Theft Auto V.

Será que este ano vamos conhecer a sequência de Red Dead Redemption?

Podemos esperar a revelação de uma possível sequência para Evolve e uma primeira olhada no primeiro game experimental de Ken Levine. Não está descartada a aparição de um novo título focado no universo da NBA e de alguma surpresa relacionada o universo de BioShock.

Bethesda

Vai ser difícil para  Bethesda superar sua apresentação em 2015, mas títulos como Dishonored 2 devem ajudar a companhia a chamar a atenção dos jogadores. É quase confirmado que a companhia deve aproveitar sua conferência para falar do sucesso de Fallout 4 e de Doom e anunciar novos DLCs para ambos.

Vai ser difícil para  Bethesda superar sua apresentação em 2015

Embora nada tenha sido confirmado até o momento, há a esperança de que a companhia também revele novos projetos de seus estúdios internos — como uma sequência de Wolfenstein ou Evil Within. Para completar, há a esperança de um ressurgimento de Prey 2, jogo que se tornou uma espécie de “lenda” graças a um processo de desenvolvimento bastante atribulado.

Bandai Namco

A empresa japonesa deve usar a E3 para revelar seus planos para Tekken 7 nos consoles de mesa e para apresentar mais detalhes sobre a versão do game para óculos de realidade virtual. Também há a esperança de que a companhia revele mais detalhes sobre os vindouros DLCs de Dark Souls 3, que devem ajudar a complementar a história do game.

Capcom

Resident Evil está comemorando 20 anos, o que significa que é grande a possibilidade de que o sétimo capítulo numerado da franquia se faça presente. Apesar de Resident Evil 6 ter vendido muito bem, o jogo foi bastante criticado, o que pode fazer com que a Capcom decida “voltar às origens” em sua nova iteração.

Resident Evil deve ser o destaque da Capcom para 2016

A companhia ainda deve apostar na divulgação de mais informações de Resident Evil: Umbrella Corps e do aguardado remake de Resident Evil 2. Além do foco nos zumbis, pode ser que a empresa destaque os DLCs de Street Fighter V, que provavelmente vão ser apresentados em mais detalhes durante a conferência da Sony.

Konami

A antiga gigante japonesa deve continuar bastante distante de seu passado glorioso no mundo dos games. Em outras palavras, sua presença na E3 deste ano deve ficar restrita ao novo capítulo da franquia Pro Evolution Soccer, visto que a maioria de seu catálogo atual dificilmente sai dos smartphones japoneses.

Atlus

Apesar de o estúdio japonês geralmente reservar suas principais notícias para veículos e eventos japoneses, ele tem em mãos um game que apela a um público ocidental bastante fiel: Persona 5. Dessa forma, a feira de jogos eletrônicos se configura como uma oportunidade perfeita para revelar a data em que o RPG chega para Estados Unidos e Europa.

Persona 5 deve continuar a trajetória de sucesso da série

SEGA

A casa de Sonic deve apostar a maior parte de suas fichas em Warhammer 40k: Dawn of War 3, título de estratégia cujos principais detalhes já foram revelados em tempos recentes. Embora rumores recentes também indiquem que ela pode dar uma nova chance ao seu lendário mascote, até o momento não se sabe ao certo se ele realmente vai dar as caras na E3 deste ano.

Warner Bros

Além de um novo game da série LEGO, a Warner deve apostar em uma aguardada sequência para Middle-Earth: Shadow of Mordor, título que pegou muitos jogadores de surpresa graças à sua grande qualidade. Também há expectativas de que a empresa mostre os primeiros detalhes do novo projeto da Rocksteady, que deixou Batman de lado após finalizar sua trilogia Arkham.

Games não vão faltar

Além das empresas selecionadas, podemos esperar novidades de companhias como Crytek, Starbreeze, Oculus, Nexon, Koei Tecmo, CD Projekt Red, Gungho e Epic Games, entre outras. Assim como aconteceu em anos anteriores, a feira deve apresentar uma dose generosa de títulos feitos por estúdios independentes, que ganham cada vez mais espaço nas apresentações da Sony e da Microsoft.

As plataformas portáteis devem ser deixadas um pouco de lado este ano

Podemos esperar um grande foco em dispositivos de realidade virtual, como o Oculus Rift, HTC Vive e o PlayStation VR, tanto no que diz respeito a projetos inéditos quanto a adaptações de experiências preexistentes. Em contraposição, as plataformas portáteis devem ser deixadas um pouco de lado este ano, visto o grande tempo de vida do 3DS e o fato de que a Sony nunca deu muita atenção para o Vita.

Independente da sua plataforma de preferência, fato é que a E3 é um evento que deve ser conferido por todos que gostam de jogos eletrônicos. Felizmente, não vai ser preciso esperar muito para descobrir o que as empresas do ramo estão reservando: este ano, a feira começa no dia 14 de junho com cobertura completa pela equipe do TecMundo Games, que vai estar presente no Centro de Convenção de Los Angeles trazendo tudo o que você precisa saber sobre esse grande evento.

Cupons de desconto TecMundo: