(Fonte da imagem: Reprodução/Kobo)

Após anunciar a venda de sua divisão de computadores VAIO, a Sony tomou outro passo com o intuito de abandonar uma atividade que estava se mostrando pouco lucrativa. A companhia anunciou na última quinta-feira (6) que vai deixar de vender ebooks através de sua loja proprietária nos Estados Unidos e vai passar a trabalhar exclusivamente com o sistema desenvolvido pela Kobo.

A mudança, que afeta inicialmente o Canadá e os Estados Unidos, passa a valer a partir do dia 20 de março deste ano. Segundo a companhia, todos os livros digitais comprados até essa data através do Sony Reader e de dispositivos Xperia vão ser transferidos automaticamente para a nova plataforma — no entanto, o prazo máximo para registrá-los novamente será o dia 30 de abril.

Vale notar que, até o momento, a mudança não deve afetar a loja de ebooks da organização no Japão, Europa e Austrália, indício de que esses mercados estão dando resultados satisfatórios a ela no momento (o que não elimina a probabilidade de que mudanças ocorram em um futuro próximo).

Atualmente, a Kobo conta com um catálogo constituído por mais de 4 milhões de títulos, porém a companhia reconhece que alguns poucos livros disponíveis na loja da Sony podem não estar presentes em seu sistema — nesses casos, a companhia recomenda baixar os arquivos relacionados antes que a transição seja finalizada.

Cupons de desconto TecMundo: